1 de fevereiro de 2011

Canção de outono














Esta manhã encontrei o teu nome nos meus sonhos
e o teu perfume a transpirar na minha pele. E o corpo
doeu-me onde antes os teus dedos foram aves
de verão e a tua boca deixou um rasto de canções.
...
Sentei-me na cama e repeti devagar o teu nome,
o nome dos meus sonhos, mas as sílabas caíam
no fim das palavras, a dor esgota as forças,
são frios os batentes nas portas da manhã.

Maria do Rosário Pedreira


Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...

Cecília Meireles
Canção de Outono


Oferecido pela Cristina Lira
do blog Silêncio





Imagem: Andrea Seifert/Corbis

18 comentários:

Insana disse...

O vento tem a força de devastar de, abrir caminho de, levar e de trazer.
tudo é relativo, depende da forma que veja o vento.

bjs
Insana

Cristina Lira disse...

Doces são as lembranças que nos povoam, e por vezes nos atordoam...

Bjos no coração e otima semana.

Multiolhares disse...

os nossos pensamentos tem a força que lhes dermos
beijos

M. disse...

A primeiro desconhecia...Só por isso: bem haja!

Sonhadora disse...

Minha querida

Dois poemas lindos de duas poetizas maravilhosas.

deixo beijinhos com carinho
Sonhadora

Nanda Assis disse...

q lindooo senti falta daqui.

bjoss...

Nina Souza disse...

Lindíssimo! Parabéns pelas escolhas!
beijos!

Whispers disse...

Querida Ines,
Por vezes se torna uma maneira doce de encontrar uma parte do que se foi,em sonho.

Menina tua escolha de poemas vale ouro.
Mil beijos
Rachel

Duarte disse...

AO OUTONO


Sou feliz,
É Outono!
Um novo Outono...
Completa-se o ciclo.
Não faz tanto calor
E o frio ainda não chegou.
Assim é o Outono de equilibrado.
A natureza faz-se atractiva,
Ganha em colorido,
Desde o cinzento,
Ao vermelho ou dourado;
Até à cor do fogo, rubro intenso,
Parece que tudo está em chamas,
É fascinante!
É Outono!...
Os raios de sol perdem força.
Anoitece mais cedo.
As praias ficam solitárias.
Imagens para reter!...
Momentos para arquivar.
Nenhum anoitecer é igual,
Nada se parece ao Outono.
Já sopra o vento,
O céu encheu-se de nuvens,
Chove!...
Cheira a terra molhada!
Suporto a chuva,
Suporto o vento,
Suporto tudo o que é do Outono,
Como se fosse parte de mim,
Como se fosse eu.
Ó Outono!!!...

Outono de 1963

Abraços cálidos de outono para ti, meus...

Eu sei que vou te amar disse...

Minha linda, doces palavras que voam em mim, tal as folhas de outono que renascem em cada estação!
Beijo doce

UIFPW08 disse...

Perdoe-me se eu não era fechar os olhos
Perdoe-me se o mundo sai do seu sorriso
Perdoa-nos com o silêncio não encontrar as palavras
me perdoe, porque eu ainda estou no fundo que não tem base
longe de seus olhos.
...

Maurizio

Sandrio cândido. disse...

Cecilia sempre maravilhosa.

Braulio Pereira disse...

querida Inês

obrigado pelo carinho.

adoro as tuas escolhas tens sensibilidde a flor de pele

ainda que o mar seja movediço
temos coragem de remar
vamos a isso
amo-te Mar


beijos ternura feliz dia!

sonho disse...

Saudade sentimento que fere a alma...
Beijo d'anjo

Secreta disse...

Adoro os poemas que colocaste. E a imagem é divinal.

guímel disse...

Excelente escolhas dos poemas...
Lindos!

Toques...
Cama vazia...
Ausência...
Saudades...

Bjsss

Cristina Lira disse...

Olá amiga..
Lembrei de vc e vim qui te desejar um excelente fim de semana, e que teus passos sejam de luz nessa grande caminhada..
Paz e bem...
bjoss

Veronica...ઇઉ disse...

Tudo lindo amiga!

Passando do meu mar para te desejar um restinho de sábado animado, e que teu domingo seja ensolarado bjs.
ઇઉ... ઇઉ ...