10 de novembro de 2010

Deixa-me inventar-te


Certamente, não há nada de ti,
sobre este horizonte,

desde que ficaste ausente.

Mas é isso o que me mata:
sentir que estás não sei onde,
mas sempre na minha frente.

Cecília Meireles
Canção do Mundo Acabado


Eu sei, não digas, deixa-me inventar-te.
...
Tenho construído o teu nome com todas as coisas.
tenho feito amor de muitas maneiras,
docemente,
lentamente,
desesperadamente
à tua procura, sempre à tua procura

até me dar conta que estás em mim,
que em mim devo procurar-te.

Joaquim Pessoa

Poeta, pintor e publicitário

Imagem: Heide Benser/Corbis


Oferecido pela Cristiane
do blog Meu Olhar Caleidoscópio
.

O intuito deste selo é promover a
harmonia e o respeito na blogosfera.




41 comentários:

Merlaine Garcês disse...

Gostei daqui!
Seguindo-te!
Bjs!

Cristiane disse...

Inês, tem um selinho lá no meu blog pra vc! Aproveite e participe da campanha! Bjs e obrigada pela visita! Bjs;)

Gisa disse...

Ah Inês, que delícia de textos
Bjs

Lívia Inácio disse...

Textinhos de muito bom gosto! =)

Rosinha disse...

Até suspirei!

xero na alma

Shakti disse...

Quando a vida corre para a frente é assim que muitas das vezes nos sentimos !

bj

Ariana disse...

Belas poesias!

Adorei!

Beijos

UIFPW08 disse...

Eu não sei se eu não posso pensar em você,
Eu não sei se minhas palavras vão ser tão fortes como chegar
Eu sei que há um mar, céu e uma infinita que nunca poderá nos separar
il volo del gabbiano
Beijos meus só para você
M.

[ rod ] ® disse...

Cecília é por demais amada! Bjs moça pela sempre qualidade aqui.

Estou de volta.

Secreta disse...

Bom de se ler, muito.

Braulio Pereira disse...

olá Inês

obrigado beleza

voce é bonita é divina!!

estou feliz voce gosta dos meus versos

beijos flor !!!

dias e noites felizes

com Amor.

ઇઉ disse...

Que lindas poesias! Muito bom
Saber que Joaquim Pessoa é pai de Fernando Pessoa
Brigada flor por com partilhar.
Parabéns pelo selo bjs.

Veronica
Mar de Poesias

Danielle Macena disse...

Muito bom seu post
Da uma passadinha no meu depois
to precisando de palavras...
http://segredosdedanielle.blogspot.com/

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

O amor
sempre está em nós.
As vezes perdido
no que desejaríamos
que fosse,
sem sentirmos
o que realmente
ele poderia ser.

Dias de alegria para ti.

OutrosEncantos disse...

Belissimo post, Inês!

Beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Nos presenteou com dois belos poemas, obrigada.

Valeu estar comigo.

beijooo.

Xana disse...

é engraçado como certas pessoas estão tão presentes , mesmo longe.
adoro vir aqui ler as tuas escolhas.
Que tal um original teu? fico á espera

Cristiane disse...

Inês, vc sempre consegue unir duas ou mais poesias, poemas, músicas num mesmo Post. Acho fantástico sua habilidade e criatividade! Parabéns.

Quanto às poesias,são perfeitas. Me vi nelas.Reiventando ou inventando alguém para procurar! Rs Bjks

OutrosEncantos disse...

;-))beijos
rss....

pode voltar lá, já tem novidade
hoje não é vento... rsss
é vendaval... tsunami... ;-))

'brigada
até já

poetaeusou . . . disse...

*
inventar,
é moldar a nosso gosto !
,
conchinhas !
,
*

Lis. disse...

Olá querida Inês...

Dizem que todo exemplo deve vir de cima para baixo. E certamente tudo o que se aproveita deve estar mais avançado...

Pensando nesse sentido, lembrei de um fato que me contaram a respeito de um garoto que estava roubando laranjas, trepado na laranjeira do quintal do vizinho.

O dono das laranjas viu o garoto roubando, e logo esbravejou: Desce já daí garoto!!! Onde seu pai está?? Eu quero falar com ele!? E já...!!

E o garoto calmamente responde:

Ele está aqui no galho de cima!

Multiolhares disse...

no fundo tudo está em nós é só procurar e tantas vezes procuramos fora o que temos em nós
beijinhos

todosossentidos disse...

Olha..
Como pode falar tanto em tão poucas palavras...
Estar não sei onde, mas ao mesmo tempo na mente... nos olhos, no corpo... em todos os sentidos..
Mata..

Abraços
Neo

Baby disse...

Que delícia de textos, alguém disse aqui e eu sublinho essa afirmação.

Cecília, tão verdadeira, tão intensa, Joaquim Pessoa, um poeta que nos toca...

E as tuas escolhas sempre tão especiais. Obrigada!

Beijos.

On The Rocks disse...

sabe de uma?

sou louco pra ler os seus escritos, pois imagino que tens muito a dizer.

;)

bj

Herberth disse...

ESSA ALMA ME ENCANTA COM ESSA SULTILEZA QUE ME ESPANTA...

Arcanjo disse...

Primeira vez que passo por aqui e gostei muito. Você tem muito bom gosto ao escolher tanto os textos quanto as imagens, de uma sensibilidade ímpar e aproveito pra te convidar a conhecer um pouco do meu mundo: www.poesiaangelical.blogspot.com e www.ideiaemfragmentos.blogspot.com. Adorei seu blog to seguindo ele.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, vim desejar-te um lindo domingo,com uma abençoada semana, deixo também um abraço.

Meus espaços te esperam com aconchego de amiga.

http://valvesta.blogspot.com/
http://hanukkalado.blogspot.com/
serás bem vinda.

Insana disse...

Cecília sabe o que diz, sabe como dize. sente como agente e coloca de uma forma magica em linhas.

linda escolha.

bjs
Insana

M. disse...

Confesso: nem sabia que o pai do Pessoa escrevia...

Fez-me um efeito estranho...

F@bio Roch@ disse...

Oi amiga,

Sempre fica uma parte dela/dele na gente...fica a semente!!

Lindos versos, completo!!!

BEIJÃO!!!

todosossentidos disse...

Passando só pra ver as novidades..
Tenha uma boa semana por aí.
Um beijo
Neo

A.S. disse...

Vim reler-te, rever-te... e deixar um beijo!

AL

Dil Santos disse...

Inês minha linda, como está?
Saudade de tu menina, rs.
Menina, esse último é sem comentários, perfeito.
Ai menina, fiquei super emocionado com seu comentário viu? Eu digo o mesmo de vc, pois pessoas assim é de que o mundo precisa cada vez mais. Fico feliz que queria ajudar na campanha, agradeço de coração mesmo.
Bjos menina

im disse...

Existem pessoas que deixam de estar connosco fisicamente, mas nós não ficamos ausentes delas. Porque nos deixaram alguma coisa, deixaram marca, Boas ou más, mas deixaram alguma coisa.

Beijinhos

Gisa disse...

Oi Inês
Passo por aqui hoje para te dizer que te indiquei para o Prêmio Dardos, passa por lá e dá uma olhada.
Um grande bj e obrigada pela companhia constante.

Sonhadora disse...

Minha querida

Dois poemas maravilhosos...adoro Joaquim Pessoa.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Duarte disse...

Qual o melhor? São bons. Gostei.

Sempre buscando a plenitude compartida, a companhia que mitigue a dureza da vida com prazeres e aconchegos. A solidão, má companheira de viagem...

Recebe todo o meu afecto num grande abraço

sonho disse...

Há pessoas que mesmo distantes fisicamente...estão sempre presentes em nos...no nosso coração...
Beijo d'anjo

Baby disse...

Vim procurar-te e encontrei-te como sempre, na tranquilidade e na beleza que o teu espaço emana.
Beijos.

coisas que me (en)cantam disse...

Belo blogue. Só uma correcção, Joaquim Pessoa não é pai de Fernando Pessoa até porque Joaquim Pessoa ainda é vivo e editou um livro o ano passado. Livro lindissimo que se chama "O pouco é para ontem"...
http://www.truca.pt/ouro/biografias1/joaquim_pessoa.html