28 de novembro de 2008

Ausência













Quero dizer-te uma coisa simples: a tua ausência dói-me. Refiro-me a essa dor que não magoa, que se limita à alma; mas que não deixa, por isso, de deixar alguns sinais - um peso nos olhos, no lugar da tua imagem, e um vazio nas mãos, como se as tuas mãos lhes tivessem roubado o tacto.

Nuno Júdice
Pedro Lembrando Inês



A ausência foi a contragosto. A volta, uma precisão. Estar aqui com vocês, nas palavras de cada dia, acende-me largos sorrisos. Muito obrigada a todos os queridos amigos que, nos instantes de uma angústia tão minha, deram-me as mãos em palavras de afeto. O meu mais terno beijo a cada um de vocês.


Imagem: Susanne Borges/A.B./zefa/Corbis


48 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Que bom que a sua ausência chegou ao fim.
de volta amiga e ainda tive o privilégio de ser a primeira a te saudar pela volta.
Inês seja bem vinda,agora esse espaço está mais colorido com a sua volta.

Um fim de semana de luz amiga.
Estou muito contente em ter vc aqui de novo.

Um gde abraço.

bjs.

Dauri Batisti disse...

Ausências,
faltas,
falta que me faz,
falta que sou.

Juani lopes disse...

Cuanto tiempo ha pasado,
ya mi mente ni recuerda
solo existe el recuerdo,
de tu persistente ausencia.
es mio espero que te guste
saluditos

Nênê disse...

oi Inês!
que bom estares de volta!!!
beijos!

Confissões de Um Ego disse...

E como doeu sua ausencia...espero que agora tenha voltdo de vez..e que nao nos abandone outra vez...
bjosssss

João da Silva disse...

Inês(quecível), minha linda, que alegria é o seu retorno! Fez falta demais para mim e por certo para o mundo virtual: todos nós os que a admiramos.

Voltaste,
voltei também.
Quero-te bem,
tu me faltaste.

A tua ausência
botou-me triste.
Teu mundo existe
tão transparente,
tão redolente,
tão todo essência,
que essa distância
flagrou-me a ânsia
de novamente
ver-te a sorrir
eternamente,
sempre a florir.

Voltaste linda,
voltaste luz,
voltaste ainda
doce alcaçuz...

Sê bem vinda, Inês,
que eu, que te respiro,
que eu, que te admiro,
quero-te outra vez
ler as frases belas
feitas aquarelas
na tua pena ardente,
no estro eloqüente
sempre alcandorado,
sempre iluminado.

Sê bem vinda, amiga,
que te quero forte,
que te quero norte,
que te quero viga
para a minha sorte.
Para a nossa sorte,
que o teu dom abriga.

Beijos carinhosos, com saudades, do João

Gerly disse...

De volta!

Bjokas!

:o)

Pipinha disse...

Querida Inês, que bom que voltaste!!! A tua ausência deixou saudades!! Fazes falta aqui! Bom regresso com força e ânimo!
Bom fim-de-semana com muito carinho, paz e alegria no teu coração lindo.
Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

Su disse...

saudades.tamanhas.

jocas maradas.sempre

paula barros disse...

Ter blog, ler blogs, foi muito importante para mim em vários aspectos. E um deles foi constatar que tem muita gente amando, mas muito muito escrevendo sobre saudades, amores que não deram certo, ausências, perdas reais, ou simbolicas. Então vi que sou só mais uma e que posso sentir assim também, e escrever, e que tem vários momentos bonitos e bons no dia e que eu não valorizava, e que também posso escrever boas emoções.

Resumindo aprendi que posso estar triste e feliz, e assim vou vivendo, cada momento.


Adorei, beijos

Jardineiro de Plantão disse...

Lindo o texto, expressivo e demonstrativo de algum tipo de dor...

Abraços

' Ciih ϟ disse...

A ausência realmente é algo que desenterra nossas principais dores . Mas por um lado, até faz bem .

Shakti disse...

Ainda bem que a ausência acabou...

bj

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga... Ainda bem que voltas-te, espero que estejas bem...Votos de um final de semana, beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

mdsol disse...

Querida Inês:

Que bom que voltou. Percebi que a ausência não foi por "bons motivos". Lamento. Espero que esteja tudo melhor. Qu epodemos fazer para que os teus dias sejam claros e sorridentes?
Muitos beijinhos, contentes por teres voltado, do lado de cá das águas que nos unem.
:)))

Vivian disse...

...voltastes estás bem
estou contente.

sê bem-vinda, linda!

você é um dos ícones
importante da blogsfera.

muahhhhh

Nadezhda disse...

Fico contente que voltou. Gosto de ler seu blog ;)

Debora disse...

Ines minha linda, que saudadessssssssssssssssss.........poxa, quanta falta vc faz Ines...não faz mas isso nao ta, some assim nao que me deixa preocupada.......seu blog tem tanto calor humano Ines, suas palavras nos agregam tantos valores...o carinho da sua amizade, a preocupaçao de saber como estas, como tem passado....voce nao imagina o quanto voce é importante para cada um de nós q te visita, ler, se envolve, entende, admira e respeita
estou ansiosa pra mais uma postagem sua, e te esperando em meu cantinho q tambem andou abandonadinho......mas estamos de volta e isso e tudo o q importa

grande beijo minha doce Ines, que Deus cuide do seu coraçao sempre....voce é uma pessoa especial pra mim

Do Jeito Que Eu Sou disse...

ah Ines, o comentario acima é meu, nao tava logada......rs
saudades, to te esperando no nosso "do jeito que eu sou"

Esther disse...

Que lindo espaço este aqui!!

Os teus rios desaguam na meu espanto das coisas lindas,
essa viagem de vir aqui é um mergulho de prazer e alegria da descoberta!

bjs de luz!

Tinta Azul disse...

Gostei de reler aqui Nuno Júdice.
Como gostei de ler outras palavras. Tão brancas.
:)

Pelos caminhos da vida. disse...

Olha eu de novo aqui amiga,agora é para lhe desejar uma semana iluminada.

bjs.

JIME disse...

Olá!
Quantas saudades!
Que bom que você voltou...
Beijos.

Avid disse...

Chegaste cheia de poder mulher. Esse poema e um must p a alma. Adorei ver-te chegar e ficar. Bem vinda.
Bjs meus

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Muito bem vinda de volta Inês!
Fizestes falta aqui... Tu e tua delicadeza!
beijos e borboleteios

Monique Lôbo disse...

Oi Inês, como é bom voltar a ler seu blog, senti muita falta daqui.De ler suas bem colocadas palavras. Estive tão sobrecarregada de coisas esses ultimos tempos que não tive tempo pra mais nada, nem pro meu blog,nem pros outros blogs que tanto gosto de ler. Cancelei o meu e sumi dos outros. Mas o tempo voltou a sorrir pra mim, e resolvi voltar, fiz um blog novo e estou retornando aos blog que me enchem de bons assuntos, textos, experiencias,etc. E que linda coinscidência, quando volto a esse seu cantinho tão queri vejo que você também está de volta,e com um texto lindo!! Me emocionei ao lê-lo,porque senti muito a falta de escrever em meu blog, de ler os outros blog que sempre acompanhei. Mas agora não quero me separa disto por nada. Voltei e pra ficar!!!
Lindo post!!!
Bjãoo

Three Love´s disse...

oi linda...

nossa, quanto tempo não venho aqui, e quão linda está você através dessas linhas!

poucas coisas doem tanto como certas ausências;

b.e.i.j.o.s.

Duarte disse...

Inês:
Tinha pensado escrever-te esta frase: Dói e entristece o silencio da tua ausência.

Como felizmente estás de volta, passo a dizer-te que é uma grande satisfação, para mim, que estejas de volta. Desejo vibrar de novo com essa sensibilidade à flor da pele, tão tua, mas que muitas vezes me faz estremecer.

Um grande abraço

Thiago Ya'agob disse...

Inês, minha primorosa amiga. Contento-me em ler-te novamente. Ou melhor, inquieta-me tais escritos: Quero sempre mais das tuas águas. E é com ÁGUA VIVA que me impregno nos teus Dois Rios:
“É preciso entender a violenta ausência de cor de um espelho para poder recriá-lo, assim como se recriasse a violenta ausência de gosto da água”.- Clarice Lispector
Sou agraciado com suas águas, Inês. E com o sorriso chegando às orelhas que escrevo nesse início de madrugada. Como senti falta das tuas águas. Sinto-me hidratado, nesse momento. Não cesse de mandar-me esses fluidos – quero ser dia a dia inundado de forma copiosa com suas águas: Águas de escrita que preenchem minh’alma.
Grato sou, a Deus, pelo teu retorno – pela renovação das águas.
Shalom, princesa!

P.S.: Levei-te em oração, Debaixo das Asas.

meus instantes e momentos disse...

O que importa mesmo é a volta.
Voce voltou.
Maurizio

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga.

Tudo bem com vc?

Um dia iluminado e com muitas bençãos.

bjs.

Sininho disse...

O vazio nas mãos...

Tão lindo e sincero!

Um Doce Beijo para si =D*

Camila F. disse...

Inês!
Que saudade de você, querida!
Tenho sofrido muito com a ausencia, dele.
=/

Beijos

Su disse...

voltei aqui............pq sim


jocas maradas.....sempre

PreDatado disse...

E é importante que tenhas voltado.

Milla disse...

Ausentar-se na maioria das vezes é triste, mas às vezes é preciso...
É bom ter você de volta!!

Bjs!!

Tiago Soarez disse...

Minha querida Inês,

Ausencia é uma palavra que me define bem ultimamente.

Deixei de frequentar a blogosfera e estou tentando voltar a medida que meus trabalhos não me impeçam disso. Estou feliz em poder vir aqui e matar a saudade de um dos blogs que mais gosto, por ser limpo, sempre com bons textos e imagens melhores ainda.

Gostei muito de te visitar hoje e voltarei mais!

Beijo enorme,

Tiago

Bill Stein Husenbar disse...

Que bom o seu regresso, querida Inês.

Ainda por cima um regresso tão perfeito.

Saudades.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Márcia(clarinha) disse...

De cada um recebe o terno afago que faz seu momento virar doce...
Retorno é bom e eu gosto, rss

lindo dia flor querida
beijos

NAELA disse...

A tua ausência, deu sabor a saudade!
Ines fico feliz com o teu regresso, cada post tem a sua historia, seu cantinho é pura magia!
Beijo muito doce

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga.

Otimo dia para vc.

bjs.

Bia disse...

entrei...gostei tanto, que eu quis "ficar" pra sempre!
bjo.

Maicom disse...

A saudade, a ausência... São sentimentos muito dolorosos que, muitas vezes, servem de ascensão pessoal. Elas são mais válidas ou proveitosas quando são utilizadas para a reflexão...

Abraço.

Carla disse...

voltaste e fugiste novamente?
saudades de passar por aqui
beijos

Mysterious Ways disse...

Ausência dói demais...

Pensamentos imploram pra que ela acabe e ele volte, volte pra ficar...

Beijusss

Victor Oliveira Mateus disse...

Boa escolha, minha cara Inês!
Nuno Júdice fala do amor, com tudo
aquilo que lhe está associado, como
poucos... Gosto também nele do uso
da "longa metáfora corrente". Boa escolha e... bom regresso!
Bjs.

UIFPW08 disse...

linda,

UIFPW08 disse...

Quando os seus lábios nunca mais
Vou procurar um mil pensamentos
quando o amor perder amanhã
permitir que outros perderam a minha alma.

Per te Ines.

Maurizio