16 de outubro de 2009

Tempo de travessia



Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.

É o tempo da travessia: e, se não ousarmos faze-la, teremos ficado, para sempre,  à margem de nós mesmos.

Fernando Teixeira de Andrade
O Medo: o maior gigante da alma


Imagem: Andre Gallan/Getty Images

58 comentários:

On The Rocks disse...

inês,

que ótimo que você voltou com tudo!

bj

Lua disse...

É preciso as vezes relmente mudar!

Boa sexta-feira, beijos!

Sonia Schmorantz disse...

Somos como os rios, nunca é a mesma água que passa...assim também mudamos a cada dia e é preciso desatar as amarras para seguir!
beijos

UIFPW08 disse...

Há momentos em que eu não teria limites
Eu não perderia tempo para chegar, passam as terras, rios, mares, eu já estaria lá, e parar de sonhar.

Beijos meus
Maurizio

bia disse...

Lindo, Inês!

beijo, querida!

Duarte disse...

Não progredir é ficar ancorado no tempo. Mas sem nunca olvidar o caminho andado: pode fazer falta voltar.

Beijo-te com afecto

Caroline. disse...

Mudar faz parte né?
Beijão =*

Moonlight disse...

Olá,

tenho te lido desde o dia em que novamente postas-te mas sinceramente não aconteceu o meu comentario.
Fiquei alegre em saber que é seu desejo continuar partilhando coisas tão belas conosco.
Realmente estas travessias teram mesmo que ser feitas por nós mesmos em qualquer altura das nossas vidas.

Bjinho cheio de luar

Pelos caminhos da vida. disse...

Com certeza.

Obrigada pela sua presença amiga,estou contente em te ver aqui de novo.

Fim de semana iluminado.

beijooo.

paula barros disse...

Renovar, reciclar, ousar, seguir, mudar....e assim vamos tentando fazer a vida valer a pena.

beijo

Juliana Lira disse...

Nossa que perfeito!Verdade, ou seguimos adiante ouficamos a margem...


Milhões de beijos

Martinha disse...

Neste momento, ao vir cá para Cádiz, é isso mesmo que estou a fazer, um tempo de travessia. :)

Beijinho *

Whispers disse...

Querida inês,
Me alegra voltar aos teus dois rios e me banhar em cada palavra que aqui tens.
Por vezes devemos mesmo abandonar certas coisas, dificil, sim eu sei que eh, so que o que nos faz sofrer nao faz bem a alma
Obrigado por este lindo momento que oferces-te, imagem e palavras, tudo maravilhoso.
Desejo-te um otimo fim de semana
Mil beijos com carinho
Rachel

Luiz Caio disse...

Oi Inês! Como vai?

Adorei este texto... Muito bacana!

TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA!

Beijos

Úrsula Avner disse...

Olá minha cara, belo e profundo texto em forma de citação que nos faz refletir sobre os próprios atos. Bj e um ótimo fds.

Rosinha disse...

Eu quem diga.
Minha travessia tem sido devagar e sempre, com pausas ...mas sempre.

Feliz por vc.
Xero de rosa

Caroline. disse...

Pois é Inês, eu tava sem inspiração =D
Mas no post de hoje eu até falei mais do que devia sahasusa passa la depois.
Beijão =*

FOTOS-SUSY disse...

OLA INES, BELISSIMO POST...LINDAS PALAVRAS MUITO VERDADEIRAS...ADOREI!!!
UM BOM FIM DE SEMANA...
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

João Pedro disse...

Inês, estas palavras vêm na altura certa para mim. Estava mesmo a precisar de ler algo assim. É que, quer eu queira, quer não, tenho uma travessia para fazer, neste momento da minha vida. Obrigado amiga. ;-)

Beijo,

neli araujo disse...

Oi, Inês!

Eu adoro este testo de Fernando Teixeira de Andrade que você postou!

Há um tempo, sim, em que é preciso abandonar as roupas usadas!

Adoro teu blog!

Tenha um domingo lindo!

beijinhos,

neli

Maicom disse...

Isso. É hora de fazer a travessia!
E vamos conseguir! Sempre!

Bjão.

Papoila disse...

Pois uma grande verdade, mas nem sempre estamos prontos para essa travessia.

Um Beijo
BF

Rosinha disse...

Seu nome foi corrigido prontamente...rsrs. Obrigado.
Agradeço de coração sua atenção e carinho.
Não conheço a obra de Ines Pedrosa, mas com certeza, vou inseri-la nas minhas leituras. O arroz com feijão que comes, não deve estar tão longe assim do dela. rsrsrs.
Gosto de sua sensibilidade, ela me emociona.
Xero de rosa.
Até.

Pelos caminhos da vida. disse...

Boa noite amiga.

beijooo.

meus instantes e momentos disse...

a vida é ousar e ir....
Maurizio

[ rod ] ® disse...

há 1 ano atrás tinha esta definição do meu orkut... era uma época de mudança e mesmo hoje vendo-a aqui devo dizer... eu passei vivo a travessia... bjs moça.

¨¨Édna¨¨ disse...

Oiii...
encontrei o teu blog super por acaso,na verdade queria ir em um outro blog e acabei caindo aqui, mas amei o que encontrei. Voltarei aqui muitas vezes.
beijos

Ademerson Novais disse...

Sempre estou fazendo estas travessias....mesmo que algumas pessoas sempre me diguem que sejam algo desnecessario...


Ademerson Novais de Andrade

Barbara disse...

Atravessamos até sem perceber...

Vanna disse...

O engraçado ou triste é q acabamos sempre precisando fazer novas travessias.
Bjs, bom fim d semana.

Babes disse...

Querida Inês

Andei ausente da blogosfera, talvez na minha própria "travessia"...

Voltei, e foi bom encontrar a beleza de sempre nos teus post's.

Um beijo do lado de cá!

Baby disse...

Palavras tão sábias, estas de Fernando Teixeira de Andrade, mas tãp difíceis de seguir à regra.

A grande maioria de nós somos demasiado apegados a vivências antigas que embora gastas têm realmente a forma do nosso corpo.

Beijinhos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Boa tarde!

Sorriso nos lábios, sempre podemos ter, mas para nossa alma sorrir, precisamos estar felizes...
Aquela felicidade que cira raízes, que nos faz desejar o que está por vir...que nos dá a alegria de viver...
Temos alegria interior...
Vontade de correr e gritar.
A felicidade não podemos esconder.
É um real reviver...
Só pensamos em beijar... amar...
É algo, que desejamos, seja como for...
Assim é a felicidade...
Que nos deixa com os lábios e a alma a sorrir.

Fim de semana de luz.

beijooo.

Cris Tarcia disse...

É preciso mudar quando a felicidade esta indo embora, é o que eu estou fazendo na minha vida este ano.

Beijos

sonho disse...

A vida é feita de mudanças...umas boas outras nem por isso...mas temos sempre que arriscar;)
Beijo de um anjo

Li disse...

É verdade, chega um tempo em que mudanças se fazem necessárias... mas dá um medo, né??
Beijinhos
Elida

Baby disse...

E depois da travessia, apetece vestir um vestido novo...que o teu te assente como uma luva!

Um beijo.

Everton Rocha disse...

Eu nunca pensei sobre o abandono das coisas, acho que por fazer isso tanto e tantas vezes não o percebo mesmo sendo tão intrínseco em mim, mas pensando rapidamente sobre isso particularmente detesto abandonar, entretanto mesmo do ruim pode ascende uma luz, um novo horizonte, algo pra se fincar, O texto é belo, parabéns de novo.

Adrian LaRoque disse...

Gostava de encontrar um Rio que fosse só meu...

Paulo disse...

Olá Inês!

Que satisfação em vê-la navegando novamente, Colorindo almas!

Lindo poema, Ecdise!

Monilis disse...

Oi Inês,
Que legal você de volta... =)
Adoro esse poema... relatar esse tempo e vivê-lo na verdade é que é o desafio.
Tomara que saibamos sempre reconhecer quando esse tempo acontecer... ;)

Beijos

Whispers disse...

Querida inês,
Desejo que tenhas uma semana de luz
Mil beijos
Rachel

Danielle Macena disse...

Muito bom esse seu post...
bjuuu

alfacinha disse...

tempo da travessia, temos de fazer ao menos uma vez na vida .

Milla disse...

Ahhh, eu adoro esse trecho... Inclusive já até o postei no meu blog...
E concordo plentamente com cada palavra.

Saudades daqui =)

Bjs!!

poetaeusou . . . disse...

*
é no cais das esperas,
que se projectam as
grandes travessias . . .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

Sonhos e Devaneios disse...

Minha querida que maravilhoso poema voce nos presenteou....amei
beijos joao

Pelos caminhos da vida. disse...

Ótimo fim de semana pra vc amiga.

beijooo.

Juliana Paez disse...

Adoro suas postagens....adoro passar por aqui...

Bjos da JU

UIFPW08 disse...

Ines dove sei? Ti fai sentire per favore, un grande abbraccio per te e un bacio immenso come il mare che ci separa..
Maurizio

Soraya Azevinho disse...

conhecermo-nos :)
connosco!

sempre versos tão bonitos por aqui *

Eu sei que vou te amar disse...

Minha linda, que esse tempo te traga a luz e a sabedoria para alterar as marcas que ficam na nossa pele!
Um beijo cheio de saudades

Faça a Diferença !!! disse...

Lindo post, é para a gente refletir bastante mesmo.

Abraços,
Ricardo Sérgio

Rosinha disse...

saudades de vc.

mar salgado disse...

Os seres humanos deviam olhar para a Terra, que abandona a sua "roupa" 4 vezes por ano.

paula barros disse...

Para alguns o fazer diferente, o ousar não é tão difícil, para outros é como rasgar a alma.

Mas concordo com o pensamento e sempre que fiz diferente colhi bons frutos.

abraços

Hod disse...

E mesmo navegando pelos oceanos de nossas emoções sempre aportamos repletos de alegria em nosso coação!!!
Beijos, Inês.

Hod.

Borbolet's disse...

bacana e verdade a travessia nao e fcil p hora turbulenta mais vale a pena...