6 de dezembro de 2011

A tua mão



Quando a tua mão pousou
sobre a minha mão
nesse rastro de ave
nesse peso de folha
eternizou-se o instante.

Maria de Lourdes Hortas
A tua mão

Não importa quanto vai durar
- é infinito agora.


Caio Fernando Abreu






25 comentários:

João disse...

Não importa quanto vai durar
- é infinito agora.

É um sonho meu. O mundo sentir assim... O meu mundo.

Alice disse...

Quero infinitos agoras para sempre. Lindo!

Magna Santos disse...

Há sentimentos que, de fato, só são traduzidos no toque.
Beijo, pescadora.
Magna

Cleber Eldridge disse...

simples gestos, grandes momentos.

Luna Sanchez disse...

Senti até um arrepio!

O toque das mãos, tão aguardado, tão desejado, tão significativo...que delícia!

=D

Um beijo, querida.

UIFPW08 disse...

..como cordas da guitarra vibrar desejos quão forte o prazer de acariciar um sonho ..
saudade..
Beijos meus
Morris

Tatiana Moreira disse...

Ai...ai...
Impossível ler e não suspirar.
Linda e emocionante postagem!
Um abraço carinhoso

@ Escritora disse...

Lindo texto!

Gostei do seu espaço, estou por aqui!

Saudaçoes

Cores da Vida... disse...

Oi Inês,
Que bela escolha fez... Adorei esse momento de eternidade...

Beijos,

Duarte disse...

O calor da tua mão
Quanto transmite de vão.
Arrepio que me estremece,
Se a presença permanece.
Até me leva ao desvario,
Se sinto calor e frio.
Que dure, se pode ser,
Fará feliz o meo viver.

Abraço-te, querida amiga

Dual disse...

Bellissimo post :)
Gio'
http://remenberphoto.blogspot.com/

Dil Santos disse...

Inês minha linda, vc tá bem?
Ai que lindo, esse tocar de mãos é algo incrível, por mais simples que possa ser.
Ai, tem uma surpresinha lá pra tu, rs
Um bjo.

Dil Santos disse...

Ai menina, fiquei sim, mas já encerrou. Ano que vem tem mais, rsrs.
Volta lá no blog q atualizei kkkkkkkkk
Um bjo

Sonhadora disse...

Minha querida

Dois poemas muito belos...como belo pode ser um toque suave de uma mão.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Pelos caminhos da vida. disse...

Toque de carinho...

Bom fim de semana Inês.

beijooo.

ONG ALERTA disse...

Se tornou cumplice...beijo Lisette.

Baby disse...

Instantes eternos, tão finitos na sua curta eternidade.

Beijos, querida Inês.

Elisa Cunha disse...

E por que será que sempre vejo fragmentos do Caio por aí? Bem, talvez porque ele tenha o dom de desmanchar o fato pra gerar poema...

Aníbal Raposo disse...

Com poucas palavras se talha a eternidade do poema.

Muito bom.

Beijo

retrato... disse...

o toque de uma mão...

este...
este que dá título ao teu post...
é, sem dúvida, aquele que queremos sentir. aquele a que chamamos de carícia, ternura, prazer, amor... aquele que nos incendeia com o imprevisível... será?

bj...nho

Dil Santos disse...

Inês minha linda, vc tá bem?
Ai menina, que bom q gostou, melhor ainda é ler aquela delícia lá, rsrsrs.
Eu tô meio numa fase sem muita inspiração, acho que tô precisando de férias, rsrsrs.
Um bjo menina

Gaby Soncini disse...

Tão lindooo *.*

Beijos!

MLiz disse...

Oi!
O livro é ótimo.
"Não importa quanto vai durar: o infinito é agora..." Alguns momentos valem por uma vida inteira!

Um beijo meu
MLiz

Ane disse...

E que seja eterno enquanto dure...
O amor é mesmo leve...

Um beijo em cada bochecha!

UIFPW08 disse...

Che la felicità sia sempre con te
i miei auguri Ines.
Feliz Natal
Maurizio