8 de maio de 2014

Amor




O amor nos suspende, nos arranca de nós mesmos e nos joga no estranho por excelência: outro corpo, outros olhos, outro ser. E é só neste corpo que não é nosso e nessa vida irremediavelmente alheia que podemos ser nós mesmos. 
Octavio Paz
O Arco e a Lira

9 comentários:

Lê Fernand's disse...

é nossa melhor escolha!

Mar Arável disse...

Tantos são os amores

Solange disse...

depois de um tempo afastada, estou retornando com meu blog..
adoraria receber tua visita..

bjs.Sol

Maré Viva disse...

Excelente explanação do que é viver em amor, embora não haja uma "bitola" comum a todos nós,há de certeza muitas semelhanças na maneira como sentimos o amor!
Beijos.

Pérola disse...

O amor é poderoso, intenso, incontornável.

Beijos

Miká disse...

Pelo menos o lado bom do nosso ser só se manifestará quando o egoísmo dá lugar à partilha, ao amor...

lua prateada disse...

...amores, o que não nos fazem...mas sem eles não sentiriamos algum dia a felicicdade plena, nem que seja por umas horas, minutos...
Beijito
SOL

a dama disse...

lindo!

Duarte disse...

Até a natureza saber escrever amo-te...
Abraços de vida, querida amiga