27 de abril de 2009

E se...




E se te transformasses em pássaro?
Eu tranformava-me em céu, um vasto céu azul, com nuvens de fogo
nas pontas e sulcos de pétalas no centro; um fulgurante azul celeste
criado só para ver todo o fascínio do teu irromper.

E se te transformasses em água?
Eu transformava-me em fonte, ou talvez numa nascente, que a ânsia
de ver-te inundasse e nas paisagens que te vou escrevendo a minha
sede abrandasse.

E se te transformasses em estrela?
Uma imponente estrela de espuma com brilho de lava e gestos de
vento? Eu transformava-me em sombra, uma sombra incandescente,
onde tu: pássaro, água ou estrela, pudesses andar e na varanda de
minha espera, devagarinho, viesses pousar.

Victor Oliveira Mateus
(mais sobre o Victor)
em "Col. afectos: Amor", Labirinto.


--- --- ---
Desde que aportei pela primeira vez no blog A Dispersa Palavra, há quase um ano, tenho vontade de publicar uma poesia do meu amigo Victor (Oliveira Mateus), um poeta de versos exatos e peculiar sutileza. Pedi autorização, ele me acenou com um afetuoso "sim" e aqui, nas margens dos meus rios, compartilho com vocês a beleza de um de seus poemas.





52 comentários:

Dauri Batisti disse...

Bela escolha. Belo poema. Foi ele poeta feliz quando escreveu este poema e você quando aqui o publicou.

Um beijo.

Danielle Macena disse...

Belo post e belo poema...
muito interessante...

Pelos caminhos da vida. disse...

Uma excelente escolha.

beijooo.

Nanda Assis disse...

maravilhoso!!

bjosss...

Sonhos e Devaneios disse...

é o amor querendo fazer parte do dia a dia da amada
parabens

susaninha disse...

Sim um belo poema onde as palavras não se confundem apenas se compreendem...

Que um anjo te ilumine
Beijo

Moonlight disse...

A beleza dum grandiozo amor transforma as palavras, num magnifico e excelente poema.
Uma belissima escolha!
Parabens ao autor,e a ti por nos dar a conhecer.

Bj cheio de luar

Luiz Caio disse...

Oi Inês! Como vai?

Muito lindo o poema... Lindo mesmo!
Parabens a você pela escolha, e principalmente, parabéns ao seu amigo poeta, pelo belo poema!

TENHA UM LINDO DIA!

BEIJOS.

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Lindas e sensíveis palavras.
Parabéns por encontrá-las.
bjinhos

Juani disse...

precioso el poema de tu amigo,
mi hija bien gracias, poco a poco pero muy bien
saluditos

Papoila disse...

Bonito...
vou dar uma vista de olhos pelo blog dele.

Um beijo
BF

Sofia Duarte disse...

Simplesmente lindo :)

abraço

Cαmilα ♥ disse...

Que fantasticooooo!
E se...

BeijOs!

Su disse...

sempre excelentes as tuas escolhas

gosteiiii

jocas maradas de sentires...sempre

paula barros disse...

E se eu soubesse escrever queria um dia escrever assim.
E se um dia eu sentisse algo lindo assim queria escrever lindo assim.

Um bela escolha.

abraços

Victor Oliveira Mateus disse...

Inês, minha amiga, agradeço-te o
post. Tenho uma relação muito estreita com este poema... fi-lo
propositadamente com uma linguagem
e uma imagética muito ingénuas, quase inocentes. Eu queria que ele
fosse algo a rondar a candura dos
quase-inocentes. Ora, como eu tenho textos bem mais complexos, creio que as pessoas não percebram o que
eu pretendia e passaram a conside-
rar este poema como um dos meus textos mais fracos... mas era assim
que eu o queria mesmo: as rimas em
ar, as assonâncias, as imagens clássicas (lava, etc.)... Eu queria
falar da entrega ingénua e desprotegida, sem grandes erudições
Conclusão: eu gosto mto deste poema! Obrigado, uma vez mais! Bjs.

On The Rocks disse...

belo poema, inês.

gosto do seu gosto, sei que os poemas postados aqui são prazerosos
de se ler.

bj

Duarte disse...

Está bem, até gostei.

Agradeço a divulgação, saio enriquecido.

Não conhecia este canto à liberdade que nos deixas.

Quando algo teu, meu bem?
Aguardo essa criatividade tua.

Um abraço de relaxada ternura

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

...Seria perfeito!
Senti aqui que a linguagem e o pensamento, embora distintos, um não é sem o outro.
Adoreiiiiiiiiii!
beijosssssssssss!
apareça por lá.

bia disse...

Amo vir aqui!

ps.: que dia marcamos mesmo?
bjos.

Mamãe Keka disse...

Encantada com seu blog... Muito! Cheguei aqui, pois sou irmã do Zakalé, que é amigo da Monilis... Gostaria de passear por essas bandas e poder alimentar mais pessoas! Um grande beijo, Keka

A pata brava disse...

Gostei bastante deste poema!
Simples e profundo!
É nas coisas simples que se encontram coisas profundas, certo?

Beijinho
P.B.

Simple Me disse...

Lindo, de fato. A vida é feita de "se's"...
Estou indo lá conferi-lo!
Beijos e parabéns pelo blog!

Rolmo disse...

A gente sempre tem o costume de por os cavalos na frente da carroça e as vezes o contrário...

O contrário representa problemas!

Barbara disse...

E se...
Vc fosse lá pegar seu selo?

Prii_complicated disse...

Oii FrÔ...
excelente poema -*.*-
Beeeijos

Gerly disse...

As transformações nos impulsionam à mudança. E quando a gente ama, a mudança não parece tão difícil. Dá até vontade de mudar, mudar e mudar... rs.. Não por obrigação, mas por prazer e pra melhor.

Amei tudo, o poema e a imagem.

beijokas!

:o)

Monilis disse...

Nossa poema apaixonate!
Muito lindo! Bjos

Avid disse...

Tantos ses...como a vida e.
Bjs meus

sonho disse...

Poema lindo magnifico...digno de uma declaração de amor...
Boa escolha
Beijo de um anjo

Xana disse...

Lindissimo poema, adorei a tua escolha Inês

beijinhos

Baby disse...

Parabéns a ambos por estas palavras tão cheias de poesia, sensibilidade e encanto. Fez-me bem vir aqui.
Beijinhos de amizade.

Flor de Lótus disse...

Bom dia.
Agora sou do tamanho do nosso belo sonho,te componho sonatas,te proponho serenatas...
Melodia ao raiar do dia...
Um dia de muita luz!

bia disse...

Voltei...saudade.

meus instantes e momentos disse...

belo poema, é bom voltar aqui.
Maurizio

Ela disse...

Olá,parei aqui no seu blog navegando pela blogosfera. Estou longe de ser uma escritora de versos lindos, mas aprecio muito poemas e poesias. Não conhecia o Victor. obrigada pela indicação através de seu blog.

Voltarei mais vezes.
Bjos.

Tatiana disse...

Vim apreciar e confesso que estou encantada com o que li...
Aproveito para lhe desejar um belo feriado e um fim de semana maravilhoso!

Beijos com meu carinho

alice disse...

sarebbe bellissimo...

Sonia Schmorantz disse...

É realmente um belo poema, obrigado por trazê-lo aqui, dando-nos a oportunidade de também conhecer.
Beijos e lindo final de semana.

Nadezhda disse...

Um poema simples ebonito. Parabéns ;)

Hod disse...

Poema singelo. Muito bom!!

Para você, que sempre compartilhar com amor, um excelente feriadão!!

Aloha!! Hod.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O mar me ultrapassa.
Mas ondas haverão de contar
Aos ouvidos que lá pousarem
Que um dia sonhei no mar.

O céu não vai se importar
Quando eu monge de meu hábito partir.
Mas estrelas enquanto restarem
Hão de lembrar
Que um dia me puseram feliz.

A terra , é fato, há de me subtrair.
Mas a árvore que me deitou raiz
E as cores
Que em meu tempo colhi
Estas eu levo comigo
Ninguém há de tirá-las de mim.

Fernando Campanella

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços Eduardo Poisl

~pi disse...

ai, belo belo

ar

a b e r t o

~

esperado :)




beijo




~

Branca disse...

Delicado, singelo...muito lindo! Parabéns ao seu amigo!

Ótimo fds...bjo!

HOMEM (IN) COMUM disse...

Felizardo é quem pode trabalhar,
sentindo o gosto da terra em si.

Fazer de cada marco um concreto,
caminho de bons novos horizontes.

Caminho resplandecente e certo,
às vistas de todo mundo incerto.

EDER RIBEIRO disse...

Que bom vir em um rio em que outros rios fluem. Parabéns ao teu amigo pelo transbordamento na poesia. Abçs.

mdsol disse...

Q. Inês:
E compartilhou muito bem!
Por motivos variados não tenho podido andar por aqui. Vou espreitando a correr! Fico contente com as suas visitas e peço desculpa por não poder retribuir da mesma maneira Qualquer dia entra tudo na "normalidade"
beijinhos do lado de cá minha linda Inês!

:))

Danielle Macena disse...

muito interessante seu post...

rouxinol de Bernardim disse...

Uma opção lindíssima... Parabéns.

rouxinol de Bernardim disse...

O que está vazio enche-se... perdido, encontra-se...

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Inês, é sempre um momento sublime de meu dia quando veio ao teu blog, ao encontro de tua delicadesa... Pássaro, água, estrela linda que aprendi a amar... Muito!

Beijos e borboleteios

Edina Sikora disse...

Eu sou a artista cuja obra "ilustrou" o poema, ou a pintora da obra que foi "poetizada", ficou lindo!
Edina Sikora