10 de fevereiro de 2009

Em legítima defesa




 










Sei hoje que ninguém antes de ti
Morreu profundamente para mim.
...
Os outros estão mortos porque o estão
Só tu morreste tanto que não tens ressurreição
Pois vives tanto em mim como em qualquer lugar
Onde antes te encontrava e te posso encontrar
E ver-te vir como quem voa ao caminhar
Todos eram mortais e tu morreste e
Vives sempre mais.

Ruy Belo
Volume II


Imagem: Markus Arns

41 comentários:

Lumife disse...

Gostei!

Dauri Batisti disse...

Lindo, lindo. Soubeste escolher.

Um beijo.

Andrea B. disse...

Que lindo Inês...realmente, um sentimento assim, só alcança a Imortalidade...

Bjos e um lindo dia pra vc..

Pjsoueu disse...

Dois Rios...

Querida Inês, eu diria como o poeta : "Vives sempre mais"
Entre ausências a essência da tua presença é constante, envolvente nos que te amam em cada dia mais....

beijos do amigo Pj

Xana disse...

A dor da morte...o querer o outro vivo.
O morrer e o nunca querer.
E é o que temos mais certo amiga, apesar de nos nossos corações estarem bem presentes!!

beijinhos

Vivian disse...

...como sempre

PERFEITO!

bjus 'geminianos' pra você!!

§ρΗІПЖ disse...

Bom dia,

Tem selo pra você no meu blog, quando tiver um tempo passa lá pra pegar.

NAMASTË

§ρΗІПЖ

Verônica disse...

Parabéns pelo blog, passei de visita e adorei...
volto mais vezes...
beijosss

Avid disse...

Just feelings...
Bjs meus

Branca disse...

Muito lindo...

Ótima semana pra vc,
bjos.

paula barros disse...

Mortes que continuam vivas.

abraços

Su disse...

ameiiii

jocas maradas

Shakti disse...

Belo...simplesmente belo...

bj

Monique Lôbo disse...

Oi Inês, adorei o texto.
Tem pessoas que morrem em nossos corações além da morte fisica, morrem mais que a morte fisica, se isso é possivel não sei, mas que acontece, acontece.

Lindo post!!!

Bjãoo

Marcelo disse...

Coisa mais linda isso.
Um daqueles poemas que falam muito pra mim, que tem muito significado pelo momento que passo e que só eu sei o que é.
Saudades daqui.

Beijos meus

Duarte disse...

Excelente coordenação da imagem com a palavra.
Palavras breves mas com convicção.


Gostei mesmo. Boa eleição. Considero um prémio à incompatibilidade dos seres.

Beijinhos com sincero afecto

JIME disse...

Perfeito...
Beijos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Fiquei feliz com sua visita,estive preocupada com sua ausência.

Um gde abraço e vê se não some mais hem!!!

beijooo.

Gerly disse...

Profundo!

Mas essa imortalidade não é boa não.

Enquanto não damos vida a outro sentimento isso dói...

Beijokas!

:o)

Juani lopes disse...

hay personas en nuestras vidas que solo mueren en cuerpo, porque siempre viven vivas en nuestro interior
saluditos

Tiago Soarez disse...

Inês

Maluquice ou não, esses dias sonhei q estava navegando na Internet e que seu blog aparecia uma hora por lá...

Lembrei disso esses dias, mas com a falta de tempo não pude lhe escrever antes...

Que saudades do seu cantinho.
Tomara que eu consiga visitá-lo mais...

Deixo para vc uma música:
The Look Of Love, de Diana Krall

Acho que combina muito com esse texto.

Beijos,
Tiago

Beatriz Vieira disse...

Oi Inês

Que palavras lindas.. Não sei se porque estou em um momento difícil da vida, mas quase chorei.. muito bonito mesmo!

Olha só.. deixei um desafio no meu blog hoje bem interessante. Estais convidada a fazer.
bjs

Luciana Horta disse...

Pois é... Algumas mortes podem ser no máximo veladas, mas jamais enterradas!
Lindo!
Abraços de LUz

Luiz Caio disse...

Oi Inês! Como vai?

A morte leva-nos a vida,
mas não as boas recordações!

UM BONITO POEMA!

TENHA UMA ÓTIMA TARDE!
BEIJOS.

Eu disse...

Como você é suave em suas escolhas. Perfeita!
Parabéns!
Adoro vir aqui.
Beijinhos moça!

Ariana disse...

Palavras perfeitas!

Adorei a intensidade do texto!


bjo

Babes disse...

"... e tu viveste e
morres sempre mais"

Inverto o sentido da frase...
Em legítima defesa! :)

Palavras para quê Inês...
Sempre a escolha certa!!

Beijo meu

Nanda Assis disse...

qndo amor chega neste estáguio é tão triste. e sendo assim o poema ta perfeito.

bjosss...

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

LINDO QUERIDA INÊS... UM GRNDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Como sempre tudo muito bonito por aqui.
Só passei para dar um abraço


No entardecer,
o sol dança com a chuva
e um arco-íris
no horizonte tinge...
Espera a lua surgir
e entre as nuvens
uma estrela luzir.
Depois, a terra sorri
quando na noite escura
o céu clareia...
Um véu de estrelas
abraça a lua cheia...
O poeta fecha os olhos
e sente o poema
correr em suas veias.
A lua deita no mar
e o sol, novamente
beija a areia.

(Sirlei L. Passolongo)

Camilaaa disse...

Acho que "morrer não dói", realmente.
Morrer de amor...

Beijos Ines!

UIFPW08 disse...

não deixe-me em tormento
não estar longe dos meus olhos
Eu não podia voltar atrás
para ver

Fabi Guaranho disse...

Lindos poemas.
Que nunca se acabem os versos rasgados.
Abçs

mdsol disse...

Querida Inês

O Ruy Belo é um dos meus poetas! Que bom vir aqui encontrá-lo!
Ainda um pouco febril e longe de casa (mais perto desse lado rsrsr) mando um beijinho cheio de azul aqui do meio do atlântico.

:))))

On The Rocks disse...

não conhecia o ruy belo, gostei. muito bacana.

bj

p.s: tem post novo no la verga:

www.lavergadelbuenas.blogspot.com

Ane disse...

Quando se ama mesmo morrendo se vive ainda mais...
Gostei!Bjos!

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la pra vc.

Fim de semana de luz.

beijooo.

O amanhecer acontece ... disse...

Gostei ! :D

beijinho

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Obrigada pela visita e comentário
Que deixou no meu blogger apareça sempre
Abraços e um lindo dia

Victor Oliveira Mateus disse...

A "Relação" muitas vezes permanece mesmo após
o desaparecimento físico do Outro.
Bjs.

UIFPW08 disse...

So che con te posso parlare..
so che con te posso sognare
non mi abbandonare...
tienimi per mano
continueremo a cantare..