1 de fevereiro de 2010

Fotografando a ausência


 




















Desejo uma fotografia
como esta — o senhor vê? — como esta:
em que para sempre me ria
como um vestido de eterna festa.
...
Não meta fundos de floresta
nem de arbitrária fantasia...
Não... Neste espaço que ainda resta,
ponha uma cadeira vazia.


Cecília Meireles
 
Encomenda

Imagem: Christopher Brennan (óleo sobre tela)

54 comentários:

A.S. disse...

Inês...

Poderão sentar-se na cadeira tantas personagens quantas a fantasia e a criatividade nos permita!
É um poema inacabado, que cada um de nós fechará como quiser!

Gostei muito querida!

Beijos meus...
AL

A.S. disse...

Inês... adivinha quem estou a ver sentada na cadeira, com um lindo vestido de noite, gestos delicados, um olhar ardente,
um sorriso iluminando a noite...

Eu sei que vou te amar disse...

Minha linda Ines, que texto maravilhoso, poetico como a sensibilidade de quem toca na ausencia e faz dela um rosto para viver!
Saudades da tua delicadeza!
Beijo doce

Shakti disse...

Este quadro faz bem jus às belas palavras que aqui estão escritas !!

bj

Nanda Assis disse...

nossa q bonito isso, emociona.

bjosss...

Luciana Horta disse...

Lindo!!! Bela escolha do texto! Viajei olhando para esta cadeira vazia...

O que hoje está ocupado, um dia esteve vazio e só...
Um ventre
Uma casa
Um vaso
Uma mente
Um copo
Uma cama
Uma semente...

E, o que um dia esteve vazio e só, hoje, agora, neste momento, está ocupado...
Uma criança
Uma planta
Uma idéia
Uma esperança...

Abração da Luciana (Catadora de Palavras)

Martinha disse...

Um cenário vazio... Onde tantos podiam integrá-lo.
Beijinho *

Juliana Paez disse...

Olá minha amiga,

Para mim sentado está todos aqueles que um dia sonhei ter de volta.

Adorei seu poste, adorei poder me entregar a suas palavras de maneira intensa.

Parabéns!!

Bjokas da JU

Duarte disse...

Perfeita a harmonis da imagem com a palavra.

Gostei, e muito!

No dia dos abraços, um grande chi coração ara ti, meu

sonho disse...

Nessa cadeira vazia...senta se quem tu mais desejas...:)
Beijo d'anjo

paula barros disse...

O bom é quando temos consciência da ausência e podemos preencher a cadeira com quem nela quer sentar.

Mas nem sempre é possível..beijo

Xana disse...

Posso me sentar nessa cadeira para diminuir a minha ausencia aqui no teu canto?
desculpa.me

beijo grande

Baby disse...

Uma cadeira nunca estará vazia enquanto o sonho comandar a vida...

Admiro muito Cecília Meireles e também a ti, pelo gosto requintado.

Beijos.

Rosinha disse...

LINDA INES, Cecilia me toca muito, seus textos me tocam mais, aqui sempre saboreio aromas para minha alma.

Suas visitas me revigoram , e me trazem sempre a superficie. Tens razão quando dizes que as portas podem está estreitas, mas não fechada.

Obrigada.

me, myself and I disse...

Olá, Inês!
óptima escolha, a da poesia de Cecilia Meireles.Gosto muito!

Agradeço visita ao meu cantinho.

bj presente

Dil Santos disse...

Oi Inês querida, tudo bem com vc?
Forte esse poema heim?
Acho q devemos colocar nesse espaço as pessoas das quais gostamos, amamos, s for alguém chato a gente aproveita e coloca pra confessar seus pecados, kkkkkkk
brincadeirinha rsrs
Então menina, eu jamais camuflo meus sentimentos, mesmo s eu quisesse ñ dava, sou extremamente expontâneo, minha cara diz tudo, kkkkkkkkk
Se cuida querida
Um bjo
:)

Pelos caminhos da vida. disse...

Excelente escolha amiga.

Ótima quarta-feira pra vc.

beijooo.

Hod disse...

Ei Inês bela fragrância nesse conjunto de imagem é Cecilia.

Poucas coisas me assustam; uma pode ser o vazio da ausência de mim mesmo.

Amiga tirei alguns dias para brincar com as ondinas já que aqui em Porto a festa foi de navegantes.

Beijos Inês,

Hod.

a magia da noite disse...

uma cadeira vazia é um convite para sentar em qualquer momento do dia e ali ficar.

Jéll C. disse...

Belas palavras.
Gosto do que diz Cecília Meireles.
:**

Secreta disse...

Uma cadeira vazia que sustenta todos os sonhos!
Beijito.

Neli Araujo disse...

Inês querida,

Gostei muito do poema da Cecília Meireles, mas a imagem é a minha cara, hehehe Linda, linda!

Até fui no blog do Brennan conhecer os trabalhos!Amei!

Adoro suas visitas, adoro seu blog, amiga!

beijo carinhoso,

neli

Fumaça Subindo disse...

[e so procurar nas memorias, la existem as melhores fotografias

Juliana Lira disse...

Inês

Que poema forte!É por isso que amo a Cecília...Ela com seus retratos e encomendas, fala muito de almas como a minha.
Para que embelezar um lugar se a essência de nossa alma está vazia?Se temos um sorriso de lembranças, um sorriso que se firma pela espera?

Imagem show, casou perfeitamente.

Milhões de beijos

IOLY disse...

Gostei da imagem, seria um belo quadro .

Bem aconchegante a poesia Inês.
Beijo .

Avid disse...

Sombras... Aconchego-me a esse vazio.
Bjs meus

Lis. disse...

É querida Inês...

Eu colocaria o meu gato sobre a cadeira para que não ficasse vazia, pois quem pode e não quer outorga poderes.

Haverá sempre vários pontos de vista e outros a serem vistos para qualquer situação como nesta ilustração:

Uma mulher dá uma tremenda bronca no filho: -Joãozinho, já falei não sei quantas vezes para não puxar o rabo do gato!

E o menino: — Mas eu não tô puxando, não, mãe... Eu só seguro. Quem puxa é ele!


Beijos multiplos à ti.

Lis.

poetaeusou . . . disse...

*
dois rios
cheios de beleza,
na escolha de dois rios,
,
conchinhas,
,
*

saudade disse...

Nem só os belos cenarios, dão boas fotografias...
Uma cadeira vazia, as pessoas que imaginares nela sentadas, vestidas conforme a tua imaginação, sorrindo pelo motivo que quizeres...
Saudade

Daniel Hiver disse...

O pior de tudo é quando estamos sentado numa cadeira e a do outro lado da mesa sempre está vazia.

mundo azul disse...

__________________________________


Maravilhosa Cecilia Meireles! Obrigada pela partilha do belo poema...


Beijos de luz e o meu carinho!

_______________________________

Liz disse...

Poderíamos eleger a ausência como a 'diretora de fotografias', pois é ela que preenche os 'vazios' com as mais belas imagens dos 'filmes' de nossa vida.

Beijo Inês!

Liz

Barbara disse...

"Assentai-vos" - disse a cadeira vazia à alma.
Silêncio - este dom.
E Cecília, não ouso comentar, apenas "viajei" na beleza dela.

A.S. disse...

Inês...

Vim reler-te, rever-te... e deixar um beijo!

AL

UIFPW08 disse...

Rimango sempre l'ultimo, l'ultimo sognatore che aspetto un bacio e tanto amore.

Thiago Ya'agob disse...

Bom dia, Inês. Minha querida amiga.
Saudades.

Estou com os olhos um pouco molhados. O texto de Cecília, a imagem do seu post e um fragmento que colocarei abaixo de Clarice, sensibilizaram-me, e muito. Obrigado.


"O silêncio constitui a manifestação extremada da linguagem
esvaziada, mas que emite novas significações."

...

im disse...

Adoro adoro Cecília Meireles :)

Beijos*

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Cecília tinha este encanto.
Tocar primeiro a alma e depois os olhos.
Com a alma inspirava o imaginar das palavras, que os olhos devorariam em seguida.
Lindo poema.

Lindo final de semana para ti.

Multiolhares disse...

Uma cadeira vazia é sempre uma porta aberta para a vida
beijinhos

Poétesse disse...

Gostei, muito, de tudo o que aqui li! Saio enriquecida deste belo passeio pelo seu cantinho! Voltarei, é mais do que evidente!

On The Rocks disse...

inês,

eu adoro estas fotos simbolizando o vazio.

belo poema.

bj

Marina disse...

Nossa, faz tempo que não vejo coisa tão linda. Linda imagem e texto. Casaram-se. Só podia ser coisa de Cecília.

Ane disse...

Amo Cecília meireles!Quando comecei a ler já sabia que a poesia era dela.
Bjos!

c.a.r.l.u.s. disse...

Inês,

sempre lindo seus post
belíssima sua poesia.

Cecília é uma delícia de poetisa.

Beijos

mixtu disse...

ausencia de espaço e de tempo...

contra a ausencia... vou viajar...

abrazo

Whispers disse...

Querida, sei que hoje nao e o dia dos namorados ai, mas o dia do amor e todos os dias.
Happy valentine's day
Mil beijos
Rachel

JIME disse...

"Parece um absurdo, e no entanto é a exata verdade, que, se toda a realidade for vazia, não haverá mais nada de real nem de substancial no mundo além das ilusões."

Beijos.

Gaby Soncini disse...

Blog lindo *.*
Parabéns!
Fotografia e poesia em perfeita harmonia.

Grande beijo.

Maicom disse...

Fala, claro! Fala mais que bilhões de palavras. O nada, passa a ser o tudo!

Abração.

Hod disse...

Ei Inês desejo que esteja bem.
Passando para deixar um bom final de semana.!!

Beijos,

Hod.

neli araujo disse...

Inês querida,

Quase não tenho entrado nos blogs amigos, mas tenho sentido a tua falta!

Espero que esteja tudo bem com você!

Desejo que o seu fim de semana seja muito gostoso, e que você volte logo a ocupar esta cadeira aí de cima! Ela já está vazia há tempo demais, linda!

beijinho carinhoso,

neli

mar salgado disse...

Numa cadeira vazia qualquer um pode senar, tudo pode acontecer

Letras e Poesias !!! disse...

Eterna Cecília !
Maravilhoso o mundo da Poesia..
Boa semana !

leonorcordeiro disse...

Nunca vi esse poema da nossa amada Cecília tão bem acompanhado. Parabéns pela escolha da pintura - perfeita !
bjs!