12 de maio de 2010

Ânsia

Clark Little



Não me deixem tranqüilo

não me guardem sossego

eu quero a ânsia da onda

o eterno rebentar da espuma.


Mia Couto

Raiz de Orvalho e Outros Poemas



26 comentários:

Dois Rios disse...

Não me deixem tranquilo
não me guardem sossego
eu quero a ânsia da onda
o eterno rebentar da espuma

As horas são-me escassas:
dai-me o tempo
ainda que o não mereça
que eu quero
ter outra vez
idades que nunca tive
para ser sempre
eu e a vida
nesta dança desencontrada
como se de corpos
tivéssemos trocado
para morrer vivendo.

Mia Couto
do livro Raiz de Orvalho e Outros Poemas

poeta do inverno. disse...

sou o contrario pois sempre espero a solidão e o silêncio, do mar quero apenas o som intimo e não o rebentar das ondas.

UIFPW08 disse...

Eu olhei para ver se os olhos do infinito
esconder um sorriso,
Eu procurei por trás dos óculos escuros e os cabelos soltos ao vento
seu nome livre para voar
liga-me a sabedoria para ouvir
loucura para sonhar com você
o desejo de esquecer.

Cris Tarcia disse...

Lindo, a vida é isso uma onda apos outra, tantos acontecimentos.

Um abraço

Dil Santos disse...

Inês queida, como está?
Gente, vc acha cada poema lindo, cada coisa espetacular, q fico besta, rsrs.
Queria q vc orasse por um amigo meu q está doente, está com um problema sério de saúde, hj ele teve uma melhora, mas ainda precisa de orações, fico imensamente agradecido s vc puder fazer isso por mim, por ele.
Bjo querida
:)

Márcia(clarinha) disse...

"...dai-me o tempo
ainda que o não mereça
que eu quero
ter outra vez
idades que nunca tive
para ser sempre
eu e a vida..."


Desejo.

lindo dia flor querida
beijos

Nanda Assis disse...

viver é assim tem q ter movimento.

bjosss...

Lis. disse...

Bom dia Inês...

A parte mais interessante de sua nova postagem é vir de encontro com um tema que saiu exposto na revista Veja edição 2121. "A Geração sem Idade".

Estou atualmente mais perto de completar 54 anos de idade, e faço parte desse grupo que preserva a vida. Faço exercícios fisícos diariamente, não como produtos industrializados, não bebo água com cloro, já fiz um peeling de grau médio no rosto, colágeno faz parte do meu cardápio, uso cremes de firmeza e regeneração celular, respiro oxigênio 100% puro por morar na beira da praia, não saio de casa sem passar protetor solar, alimento-me de forma mais natural compondo pratos mais coloridos possíveis, como muita carne de peixe, não bebo refrigerantes, cervejas, ou alcólicos a não ser de vez em quando um vinho que aprecio, dificilmente tomo remédios, nunca tomei nem tomarei viagra. E com todos esses cuidados pretendo viver dignamente até cem anos. Acabei de me casar com uma garota de 33 anos, e estamos pretendendo ter cinco filhos.

Ufa... Haja folêgo...

Obrigado pelo seu carinho Inês.
Estou pensando num tema legal,
para postar em breve. Beijo.

Shakti disse...

Assim é a vida...um mar de ondas que vão e voltam...

bj

Dil Santos disse...

Ô Inês, brigadão mesmo de coração, com toda certeza Deus vai curá-lo. Ontem ele teve uma melhora, vai fazer uns exames hoje. Assim q eu souber de algo, lhe aviso.
Que Deus possa lhe cubrir de bençãos. Obrigado mesmo, te adoro viu? rs
Um bjo minha linda
:)

Pelos caminhos da vida. disse...

A vida é assim... e como é bom viver.

Obrigada amiga pela sua presença, já estava com saudades de vc.

Um ótimo dia.

beijooo.

Isadora disse...

Oi Inês gostaria de agradecer por suas palavras tão carinhosas comigo.
Adorei eu quero ânsia da onda.
Muito bom e obrigada por tê-lo compartilhado todos.
Um grande beijo

Duarte disse...

Belo!!!
Que sensibilidade!

Nascem novas ondas
Sobre as que morrem,
Nascem da morte,
Dão continuidade à vida.

Tudo o de bom para TI, com beijinhos...

Baby disse...

É bom vir aqui e ser tocada pelos belos poemas e por imagens igualmente maravilhosas.
É a tua sensibilidade extravasando para a nossa, e Mia Couto...tudo o que diz permanece em nós.
Obrigada!

sonho disse...

Eu quero estar viva...
Beijo d'anjo

Magna Santos disse...

Pescadora, mais uma vez conseguiste nos presentear com beleza e verdade. Este sossego que traz a aparente calma, é parecida com a do mar morto que esconde a falta de vida.
Sim, eu também quero o "rebentar da espuma".
Obrigada, Inês, mais uma vez pela tua presença amiga no Sementeiras. Adoro quando abro a caixa de emails e tem comentários seus.
Beijo.
Magna

Ariana disse...

Que lindo!
Realmente a vida é assim mesmo!

bjo

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Esta ânsia
atende
pelo doce nome de vida.
Há pessoas que contam a vida
pelos anos.
Outras pela intensidade
com a qual se vive.

Que a vida esteja plena em ti,
e que haja tempo para
sentí-la.

[ rod ] ® disse...

Na colisão das águas a espuma que revigora. Um bj moça e saudades!

Obtuso disse...

Ah! não Inês ! Eu quero o rebentar das ondas como esse e o cheirinho a mar!
Belo!

Secreta disse...

Palavras de força que nem todos sentem.
Beijito.

Caroline. disse...

Nossa não sei se admiro o texto ou a imagem. Lindo *-*
Beijão =*

On The Rocks disse...

movimentar-se. parado nunca.

bj

Whispers disse...

Querida Ines,

Viver caminhando pra um amanha e desejando a calma que a vida nos pode trazer.
Minha querida, desejo que tua semana seja feliz.
Mil beijos
Rachel

IOLY disse...

Poxa, lindo poema. como sempre né? rs
dias menos tranquilos, é o que há.

um beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Começou mais uma votação
para a Copa Blog, é a semi- final, agora não será por
voto e sim por comentário, cada comentário valerá um
voto e podem comentar à vontade.
Conto com vcs para chegar à final.
Essa votação vai até o dia 22 agora.
anamgs.blogspot.com

Esse é o link da Copa Blog:

http://dado.pag.zip.net/

O link está acessível no post atual do meu blog, por lá entra direto, obrigada.

beijooo.