8 de janeiro de 2011

A cada milágrimas sai um milagre


.
Em caso de dor ponha gelo
Mude o corte de cabelo
Mude como modelo
Vá ao cinema dê um sorriso
Ainda que amarelo, esqueça seu cotovelo
Se amargo foi já ter sido
Troque já esse vestido
Troque o padrão do tecido
Saia do sério deixe os critérios
Siga todos os sentidos
Faça fazer sentido
A cada milágrimas sai um milagre

Caso de tristeza vire a mesa
Coma só a sobremesa coma somente a cereja
Jogue para cima faça cena
Cante as rimas de um poema
Sofra penas viva apenas
Sendo só fissura ou loucura
Quem sabe casando cura
Ninguém sabe o que procura
Faça uma novena reze um terço
Caia fora do contexto invente seu endereço
A cada milágrimas sai um milagre

Mas se apesar de banal
Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma
Duas três dez cem mil lágrimas sinta o milagre
A cada milágrimas sai um milagre.

Alice Ruiz e Itamar Assumpção
Milágrimas

Teorias à parte, creio que saiamos mais fortalecidos
depois que emergimos de um
rio de lágrimas. Chorar
quando tudo deu
errado, é a tomada de consciência
de que
mudar seja uma margem alcançavel para
acolher quem ainda tem muito a nadar..

19 comentários:

Malu disse...

Que palavras mais doces de se ler...
Adorei passar por aqui...
Abraços

Herberth disse...

ESSAS DICAS SÃO FUNDAMENTAIS PRA QUE POSSAMOS DAR A VOLTA POR CIMA...

Rosinha disse...

Estava pensando nisso tudo já alguns dias.

Saudades de vc linda Ines.
Um belo ano pra vc.

xero.

Rosinha disse...

Estava pensando nisso tudo já alguns dias.

Saudades de vc linda Ines.
Um belo ano pra vc.

xero.

Gisa disse...

Se nada der certo, chorar é a solução, mas uma solução momentânea espero.
Um bj querida amiga

Cristina Lira disse...

Essas são palavras de se sentir...
Olá, lindo espaço e excelentes textos, bom não li todos,rs, mas o suficiente para te dizer: bom trabalho,continue...
Bjus no coração e paz na familia!
Passa lá em casa depois, ficarei feliz com sua presença por lá.
http://passossilenciosos.blogspot.com
Bjus.

Vieira Calado disse...

Uma boa receita para este 2011!

Vamos a ver se dá resultado...

Saudações poéticas.

JAIRCLOPES disse...

Teu espaço é uma pérola entre as toscas pedras que a mediocridade espalha na blogsfera. Os leitores só têm a ganhar com um blog tão interessante. Parabéns pela bela alma que você tem.

Nina Souza disse...

Simplesmente genial esse texto! Adorei!!!! obrigada por compartilhar essa pérola com a gente. beijos!!

Braulio Pereira disse...

Querida Inês

que belo texto lindo

vamos ver. que assim seja

obrigado pelo seu carinho lá


beijos tudo de bom amiga!!

M. disse...

Lágrimas (de dor ou não) só a face visível de um processo a que se dá o nemoe de...crescimento...

Lindo o poema!

Jacinta Dantas disse...

"A cada milágrima sai um milagre". Bonito isso, essa certeza de que depois do pranto há de vir a alegria, depois da noite, vem o dia, depois da tempestade...
Então, coloquemo-nos à disposição para o viver, cultivando bons sentimentos apesar do sofrimento que possa aparecer.

Um abraço

Herberth disse...

desde ja agradeço muito obrigado mesmo

Obtuso disse...

Hummmm.
Lindo e saboroso mesmo !

orvalho do ceu disse...

OI,
Passo,com calma,pra desejar-lhe um Novo Ano cheio de paz e prosperidade em todos os sentidos...
Cheguei há poucos dias de viagem...
As minhas férias foram deliciosas... Junto à família tudo é bom demais!!!
Se alcançarmos crescimento após sofrimento... sairemos vitoriosos dele... Lindo o que escreve!!!
Bjs com gostinho de início de ano

UIFPW08 disse...

Inês querida,
entre as flores, há sempre uma rosa vermelha para você que mai.Ti agradecer por tudo que você me dá com tanto carinho e amor
Miss U!!
Beijos meus
Morris

(a única razão que encurta a distância, o amor-los juntos)

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Penso que tudo deve ser
vivido em sua plenitude,
e no exato tempo
que precise ser vivido.
Se forem necessárias lágrimas,
que venha o choro,
mas que o sofrer não se torne um hábito.

Que sempre haja tempo para os sonhos em tua vida.

Duarte disse...

As coisas do coração rijem-se pela massa encefálica e a pressão do peito é dor que castiga, e dói.

Abraços e mimos

Borbolet's disse...

muito bem escrito e relatado o cotidiano humano...