21 de março de 2012

Silêncio

Pascal Renaux


Eu nasci para estar calado. A minha única vocação é o silêncio. Foi 
meu pai que me explicou: tenho inclinação para não falar, um talento para
apurar silêncios. Escrevo bem, silêncios, no plural. Sim, porque não há um  único 
silêncio. E todo o silêncio é música em estado de gravidez.

Quando me viam, parado e recatado, no meu invisível recanto,  eu não
 estava pasmado. Estava desempenhado, de alma  e corpo ocupados: 
tecia os delicados fios com que se fabrica a quietude. 
Eu era um afinador de silêncios.
Jesusalém



22 comentários:

Cleber Eldridge disse...

a melhor 'salvação' o melhor remédio para tudo e todos: silêncio.

AC disse...

Mia Couto é dos que vale mesmo a pena ler.

Beijo :)

Agora acreditou... disse...

O silêncio é a quietude da alma
A plenitude do silêncio é morte.

Glimpse disse...

É através do silêncio que nos encontramos. Tão necessário para a alma como pão e água para o corpo.

Bela selecção! Faz-nos querer embrenhar em nós próprios.

Um abraço.

Thiago Cavalcante disse...

Bom dia, querida Inês. Saudades, sempre.

Ao ler o texto de Mia Couto me veio a mente um trecho de C. Lispector, que diz + ou - assim (cito de cor):

"Há um silêncio dentro de mim - e esse silêncio tem sido a fonte das minhas palavras..."

Há silêncios, no plural.


Um grande beijo, minha amiga.

O Profeta disse...

O meu pranto escondeu as sílabas de uma palavra
O meu céu não precisa de Sol para ser azul
A minha emoção transbordou nesta clara manhã
Tal como as incontidas águas que correm para sul

Este Inverno que o meu querer instaurou
Tem o rosto coberto por densa bruma
Tem a força de todas as marés esta emoção
Que devolvi hoje à espuma

Doce beijo

UIFPW08 disse...

O silêncio deixo as minhas palavras quando não o conhecer o meu
O silêncio não te faz bem ..
Saudade..
Beijos meus
M.

Lis. disse...

Bom dia Inês.

Legal como sempre a seleção que fazes dos autores. E eles não se calam mesmo quanto se trata de filosofar sobre o tema silêncio. É certo que quando o silêncio vem de fora para dentro é ótimo. Paz, quietude, hamonia, solitude, sossego... Mas, quando o silêncio se manifesta de dentro para fora é ruim demais para qualquer ser criativo. Silenciar parece-me que é o mesmo que atar-se no vazio buscando algum ponto de apoio.

Mas... como dizia o poeta:

O vazio preenche...
O espaço vazio.

Beijo à ti Inês.

ps. Eu também estou acessando pouco o meu espaço.

Baby disse...

Meu muito apreciado Mia Couto, és único!
"E todo o silêncio é música em estado de gravidez"...
Um beijo.

Whispers disse...

Querida Inês,
O silencio é o choro da alma cansada.
Tinha saudades de ler tuas maravilhosas escolhas.
Mil beijos
Rachel

Cores da Vida... disse...

Oi Inês,
Gostei. O silêncio nos diz muito...
Beijos e estou lhe aguardando em meu blog...,
Ana Lúcia.

Solange disse...

andando por outros caminhos, parei aqui..
e descansei no meu silêncio lendo mia couto..
parabéns!

bjs.Sol

Dil Santos disse...

Inês minha linda, vc tá bem?
Gente, lindíssimo, mas silêncio não combina comigo, eu sou tagarela demais, necessito demais conversar, de barulho, na verdade, acho o silêncio aterrorizante, kkkkk
Ai menina, já te add e vi q tu me aceitou né? kkkkkkk
Os olhos sempre brilham mais e o coração palpita demais né? rsrs
Eu tbm só mais eu sem aquele photoshop todo, kkkkkk
Bjão menina e deixa de rebeldia com o blog heim? rs

Secreta disse...

Mia Couto... fantástico :)
Beijito.

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma boa escolha...adoro ler Mia Couro, e este texto é lindo.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Evanir disse...

Hoje é aniversário de uma amiga
muito especial para mim.
E para todos nos blogueiros caso não a
conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
tão especial?
Uma linda tarde beijos no coração.
Evanir.
A aniversariante é a Marcia Luconi.

Duarte disse...

Se fosse possível, ainda que alguma vez percebi sentir... foi?!...

Todo o meu afecto num abraço... grande

Magna Santos disse...

Quando a gente lê algo assim...qualquer coisa que se diga é muito muito pouco.
Melhor mesmo o silêncio. Falastrona que às vezes sou, aqui estou, mas me calo.
Beijo.
Magna

Pat. disse...

Inês,

Tudo aqui é absurdamente lindo!!!!!
Feliz Páscoa.

paranoiasnfm disse...

Adoro a fotografia!

E o texto? Fantástico!

UIFPW08 disse...

A lua também aparece quando eu fecho meus olhos..sempre
Beijos meus
Morris

UIFPW08 disse...

sonho é viver.
  Agradeço-lhe para visitar Ines
muito gentil. um abraço forte
Morris