7 de maio de 2009

O avesso do avesso


Não. Não escrevo o que sou. Escrevo o que não sou. Sou pedra. Escrevo pássaro. Sou tristeza. Escrevo alegria. A poesia é sempre o reverso das coisas. Não se trata de mentira. É que nós somos corpos dilacerados – “oh, pedaço arrancado de mim!”

O corpo é o lugar onde moram as coisas amadas que nos foram tomadas, presença de ausências, daí a saudade, que é quando o corpo não está onde está... O poeta escreve para invocar essa coisa ausente. Toda poesia é um ato de feitiçaria cujo objetivo é tornar presente e real aquilo que está ausente e não tem realidade.

Rubem Alves
Cenas de Vida

Imagem: Photodisc

41 comentários:

Flor de Lótus disse...

Boa tarde.
"A bondade constante pode realizar muito. Assim como o sol derrete o gelo, a bondade faz com que o desentendimento, a desconfiança e a hostilidade evaporem. "

(Albert Schweitzer)

Beijos na alma.

Moonlight disse...

Sim o corpo é onde habita tudo aqui por o que passamos e vivemos.
O corpo é materia...apenas materia.
No espirito sim habita algo em nós,somos mais inexplicavelmente do que mera materia...

Bj com luar

Multiolhares disse...

assim é a poesia a forma fantasiado do que somos e queremos ser
beijos

Duarte disse...

Pessoalmente, penso que a poesia é o máximo expoente dum estado de ânimo. Se estou eufórico não vou expressar melancolia, e se estou triste será difícil que expresse euforia. É o termómetro duma situação.

Abraço-te

bia disse...

Assim é você: poesia doce, em palavras tão gentis!

bjos.

Eu disse...

Muito legal esta definição!
Beijo grande
Elida

Juani disse...

para mi es siempre mi estado de animo, que pases un feliz fin de semana
un beso ines
saluditos

mdsol disse...

Q. Inês:

Texto certeiro, imagem a condizer!
Sempre elegante! Sempre serena!
Beijinhos do lado de cá!

[Em final de Setembro início de Outubro atravesso as águas rsrsrs]

:)))

HOMEM (IN) COMUM disse...

Hello my lovely girlfriend.

Now,
You dont get down.
Not after but lately,
You just haven't felt like one
Now, everyones moved forward
You want to move forward its something to work towards yea
You want a destination your frustration grows
(your frustration grows)
You want excelleration but just take it slow

And
Youll be fine
Well be fine
Well be fine
Cause
I know its not easy for you
Go slow
Ill wait for you right here
Although its hard
Impossible isn't a real word

You need someone to
Do you need someone
To show you you're worth something.
Some things may not
May not go your way,
But please please make sure you go
Go
Go
Your way.
Maybe go someplace quiet to think
Think
Think
Becasue theres no time to be indecisive
You need a destination
Your frustration grows
Your frustration grows
You want acceleration but just take it slow

You'll be fine
We'll be fine
You'll be fine

Cause i know
Its not easy for you
Go slow
Ill wait right here for you
Although its hard
Impossible isnt a real word

I know
Its not easy for you
Go slow
Ill wait right here for you
Although its hard
Impossible

Isnt a real word

I know its not easy for you
Go slow
Ill wait right here for you
Although its hard
Impossible isnt a real word
(impossible)
Isnt a real word
(impossible)
Iosnt a real word

Impossible isnt a real word
Procure o Ringtone desta música!
Clique aqui!

keka disse...

"Presença de ausências"... isso incomoda um pouco! Vc sabe como faz para abrir um pouco de espaço nisso? Gostei muito do post! Como a grande maioria, na realidade, dos seus rios!

lua prateada disse...

Doce e fofinha tua poesia...
Fica aqui o desejo de um lindo fds. vamos apreciar as pequenas coisas, pois um dia, talvez olhemos para trás e descubramos que foram essas as grandes coisas.
Beijinho prateado

SOL

b disse...

O poema é o ato social de uma pessoa solitária.
Na verdade todos têm seu jeito de fazer, pensar poesia - até mesmo o jeito meio chulo de um homem admirar uma mulher bonita na rua.
Tenho uma postagem muito antiga que diz que todos somos poetas _ menos a Xuxa.
obs: ser uma pessoa solitária e ser uma pessoa.

Branca disse...

Que o diga FP...

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

...Bom fds...bjo!

Ane disse...

Ainda bem que a poesia existe,só assim o ausente se torna presente.
Um beijão pra vc!

bia disse...

Ah, foi só saudade mesmo...por isso voltei!

PUXA-SACO disse...

Estava eu de passagem,
e peguei um fluxo de literários,
que me trouxeram até aqui.

É bom saber que existem pessoas apreciadoras de uma boa leitura. Seus textos escolhidos à dedo refletem maturidade e idealismo poético acrecentando-nos sua beleza.

Uma beleza rara de ser vista, porquanto esteja bem guardada em seu jovial coração ansioso de novos rumos.

Seus rios são de uma inigualável ternura traduzindo a natureza que necessitamos na desenvoltura de bons padrões.

Espero que sempre possamos ter suas águas fluindo como o vento que nos refresca a alma sedenta de beleza.

Voltarei mais vezes, por conta de toda essa beleza, digna da mais fina e intelectualiza realeza.

Beijos respeitosos...

Sonia Schmorantz disse...

Depois de uma semana de aflição com a doença da minha mãe, ela saiu do hospital e eu pude novamente fazer este passeio nos bloggers...dá um imenso prazer ler, é como se nesse momento, pudesse dar um abraço e dizer muito obrigado amiga, por esse afeto que transmite.
beijos e bom final de semana

Simple Me disse...

Perfeito! Creio na escrita como projeção. Ou idealização. Mas nunca realidade... Ou quase nunca!
Salve, Rubem!

JADY*ALVES disse...

Poesia é a presença do sentimento que habita em nós.

É a nossa essência, eu penso assim...

Belo texto.

Feliz dia das ´~aes Querida.

Abraços e carinhos da Jady

Morenah disse...

Belo texto minha amiga. Parabéns pelo Blog. Beijos.

Danielle Macena disse...

Muito bom esse seu post...
bjuu

Ademerson Novais disse...

Nunca tinha lido algo tão profundo e
forte quanto estas palavras que aqui estão...nunca tinha colocado ou pensado deste modoo..aqui se traduz coisas que eu levo sim dentro de mim....outras ainda que nem sabia que existia...fiquei refletindo sobre estas palavras e agradeci mais uma vez por sinal do destino....


Ademerson novais de Andrade
Parabens

paula barros disse...

Gosto muito da escrita e pensamento de Rubens Alves. Me fez pensar e concordar.

abraços, boa semana.

Márcia(clarinha) disse...

Mania de querermos ser o que não podemos ser, ou somos?

lindos dias flor
beijos

Nadezhda disse...

Muito do que eu escrevo, quase tudo, é sobre o que eu nunca fui.

;)

Lara Costa disse...

Beleza...
Pureza...
Sentidos...

Parabens lindissimo

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu me identifico com cada palavra escrita nesse texto!!!
*-*
Lindo demais!

Beijos e borboleteios Inês

Sonhos e Devaneios disse...

Estranho mas eu acho que a poesia retrata aquilo que voce sente naquele momento e nao o avesso dos sentimentos...
beijos joao

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl

A.S. disse...

Poesia... é sonhar vivendo a realidade!
É sentir a emoção do sonho que ainda se não realizou!
É perder-se um palavras entre Dois Rios!...


Doces beijos!

Martinha disse...

A escrita é sempre uma forma única de liberdade, o momento em que o Homem abre as asas e pode voar um pouco. :)
Beijinho *

Tinta Azul disse...

Nem mais.
Por isso não são precisas mais palavras.
Deixo mais duas só:
Um beijo

:)

Victor Oliveira Mateus disse...

Interessante, nunca trinha visto
o problema por esta óptica. E,
pensando bem, faz mais sentido do que o célebre fingimento pessoano... O poeta é um ser dilacerado; escrever é uma forma de recuperar aquilo de que se viu
amputado.
Muito muito interessante!
Um beijo, Inês.

UIFPW08 disse...

vorrei scriverti un sogno
vorrei chiederti in sposa
vorrei far felice te e i tuoi sogni
scriverò, per te, che d'amor ti ho amato tanto...

~pi disse...

ai, sim, ritual

a poesia:

invocação,

pura

magia!!




beijo poético :)




~

Cαmilα ♥ disse...

Sim, isso é ser poeta!
Isso é ser poesia!

Linda imagem!

BeijOs

Tatiana disse...

Oi Inês...
vim agradecer a visita e palavras deixadas...e também apreciar a riqueza da sua postagem.

É um grande prazer estar aqui!

Um abraço com meu carinho

poetaeusou . . . disse...

*
belo post,
com um excelente texto.
,
revejo-me no teu post,
,
sou o reservo do verso
na poesia que invento,
porém sou,
um poetaeusou … com reticencias,
,
agradecidas conchinhas, dou,
,
*

Nanda Oliveira disse...

Lindo lindo lindo!!
Sempre os poemas contidos nesse blog são intensos e internos.
Parabéns nina!!


Bju! :*

Monilis disse...

Amei a parte que o poeta diz " o corpo é o lugar onde moram as coisas amadas que nos foram tomadas"... ah saudade!!!
Bjos

leonorcordeiro disse...

O seu blog continua lindo.
Hoje percebi que seu link não estava mais na minha lista. Quando troquei o template devo ter cometido algum erro.
Um blog como o seu não pode ser esquecido . Imperdoável !
bjs!