10 de agosto de 2011

Das lembranças

EmeraldEl / Devianart




Quando a gente gosta, a gente começa emprestando um livro, depois um casaco, um guarda-chuva,  até que somos mais emprestados do que devolvidos. 
 Gostar é não devolver, é se endividar de lembranças. 






18 comentários:

Alice disse...

Lindo!

neli araujo disse...

Lindo mesmo! beijinhos

Neli

lis disse...

oi Inês
Carppinejar tem umas tiradas especiais, escreve o cotidiano com cores que ninguém vê.
Amo isso.
Individar-se de lembranças ,sim, mas please, devolva meu livro!rs
um abraço florzinha

neli araujo disse...

Mandei um e-mail para você, Inês!

beijinhos,

Neli

Rosinha disse...

Bela Ines, Fabricio tem toda razão.Nessa minha vida tenho emprestado tantas coisas, mas pouca coisa foi me devolvida.
E assim vou seguindo em frente.

Xero na alma.

Sonhadora disse...

Minha querida

Quanta verdade neste texto...damos tanto e por vezes não recebemos nada em troca.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há tempos não
lia um pensamento
tão belo...

Que bom se endividar
de lembranças...

Viver é sentir os sonhos
com o coração.

Luiza França disse...

Sabias palavras.

É que quando gostamos, saimos de nós e muitas vezes esquecemos de voltar. Não encontramos mais o caminho.

Dil Santos disse...

Inês minha linda, tu tá bem?
Ai q lindo, perfeito como sempre. Acho q já tô endividado o bastante, mas sempre dá pra fazer mais uma dívida né? kkkkkkk
Ai menina, adorei teu comentário, rsrs
Fiquei me sentindo todo todo, rsrsrs
Pois é menina, o psicanalista acaba aprendendo a separar essas emoções, pra ñ fundirem com as suas.
Saudade de tu menina, rs.
Ai eu ando meio sem inspiração esses dias, estou tentando escrever o post de niver do blog e saiu nada interessante, kkkkkkk
Bjo menina

guímel disse...

Querida Inês!

Sempre bem escolhida as frases, com um excelente gosto literário.

Beijos

A.S. disse...

Te beijOOOOO...

AL

Danilo Castro disse...

Isso é tão redondo e amarradinho de um jeito que dá até medo de comentar e estragar. Lindo mesmo. Acho que é suficiente. Lindo.

Um bom dia, Inês!

Braulio Pereira disse...

Amei

certo damos tanto sem esperar nada a canbio.isso é Amor



vim te dar beijos!!

Duarte disse...

Uma apreciação cheia de verdades. Gostei.
Um grande abraço, querida amiga

Ane disse...

É mesmo,viu?A gente se doa pra quem amamos...Este escritor é tudo de bom,né?Bjo!

http://sulamemacedo.blog.uol.com.br

Magna Santos disse...

Carpinejar realmente parece dar sentido ao que não percebemos que tem.
Beijão!
Magna

Soraya Azevinho disse...

:))

Borbolet's disse...

perfeito...