21 de janeiro de 2010

Toque







  







Uma vontade enorme de te tocar,

fechar-te de novo na palma da

minha mão para seres real,

integrar a tua realidade na certeza

da minha carne.


Vergílio Ferreira
Para Sempre

Imagem: Uli B.

32 comentários:

Juliana Paez disse...

Oi amigaaa!!!

Lindo, Intenso, Inspirador!!!

Maravilhoso poste!!

Bjokas da JU

Hod disse...

Inês, sempre transcende limites pessoais!!

Beijos amiga do core.!!

Hod.

UIFPW08 disse...

Quero escrever para sempre, eu quero tocar-te para sempre
porque sempre é sua garantia de um beijo...infinito ..

Maurizio

neli araujo disse...

Oi. Inês querida!

Que lindo este poema de Vergílio Ferreira! Ótima escolha, amiga!

É muito bom poder tocar, e sentir o nosso amado na palma da mão...só assim pode ser real!

beijinhos e um ótimo fim de semana!

Neli

Dil Santos disse...

Oi Inês, vc tá bem querida?
Menina, arrazou na escolha, tanto no poema quanto na foto.
Belíssimo querida
Bjo
:)

Lis. disse...

Olá Inês...

Não existe Deus que conceda tudo.
E é por isso, que outorga poderes.

Beijos.

Lis. disse...

Indiscutível é negar a realidade. Vemos nitidamente, que o pessimismo tomou conta da população através dos meios de comunicação em massa. Causa vazios amenizados por venda de estórias que nunca sairão da ficção.

Venda, comercio, vapt-vupt, e tudo que é descartável. Essa é a era do descartável, do que se pode jogar fora. Talvez por esse motivo há tanto saudosismo do romantismo.

Mas, sobretudo, o que me doí é aquele ser casto do amigo, do povo, do mundo. Aquele que queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno, sendo a angústia do mundo que o reflete.

Esse é o tipo de ser que mata, e que no fundo não queremos participar dele, uma vez que vivemos.

Do Jeito Que Eu Sou disse...

Saciar a fome do corpo, no corpo. Saciar a fome da alma, na alma. Transpirar prazer na pele, na lágrima e na saliva. Olhar por dentro, de dentro do outro. Experimentar sem nexo, o sexo. Inebriar os sentidos, sentindo. Misturar o gosto e o gozo.


Eu escrevi um poema triste E belo, apenas da sua tristeza.Não vem de ti essa tristeza Mas das mudanças do Tempo,Que ora nos traz esperanças Ora nos dá incerteza...Nem importa, ao velho Tempo,Que sejas fiel ou infiel...Eu fico, junto à correnteza...
extraido da internet, desconheço autor
bjusss meu, saudades

Shakti disse...

Gosto desta intensidade de palavras...

bj

Graça disse...

Belíssimo poema...

Agradeço o elogio feito à minha pessoa no blog do Hod, amiga, e coloco o meu à sua disposição, se quiser saber mais sobre a série Bibliotecas.

Seja muito bem-vinda:

botoesmadreperola.blogspot.com

Um beijo de boa acolhida!

Duarte disse...

Uma boa eleição, é um dos escritores da nossa língua que mais admiro.
O escritor que escreve prosa em verso.
"Nítido nulo" um grande livro seu.
Só o encontrei em espanhol...
"En inverno las ramas desnudas encogidas de melancolia, goteando rocio, dos restos de la llozvina"

Abraço-te agradecido

Rosinha disse...

Ah...linda Ines esse seu post me deixou a pensar...ah!!! Suspirei agora.

Obrigada pelo carinho com minha netinha, ela é linda mesmo e um doce em minha vida. E aqui em csa, quem comecou cedo fui eu, minha filha Julianna mãe de Ana, já tem 27 anos...rsrs.

Xero.

Sonia Schmorantz disse...

Muito bom sentir assim!
beijo, ótimo fim de semana

meus instantes e momentos disse...

gosto de estar aqui.
Tenha um feliz final de semana.
Maurizio

Pelos caminhos da vida. disse...

Palavras intensas.

Inês!

"Há corações que param no passado;
e para que isto não
aconteça com você deixo-lhe este
pequeno lembrete, para que o
seu coração, ao mover-se no futuro,
encontre sempre algo no
presente."

Ótimo fim de semana pra vc amiga.

beijooo.

Caroline. disse...

Que lindo *______*

A.S. disse...

Inês...
Belo e sensual. As palavras são como doces caricias...

Um beijo
AL

Aurea Nunes disse...

Qlá, Inês!

Uma combinçao perfeita: o sensual visto na imagem é tocante junto aos dizeres do poeta.
A sensibilidade de tua alma é visível... Deixo-te a ternura do meu abraço.

Beijos

Áurea Nunes

Paulo disse...

Olá, Inês: vejo que postou alguns comentário no blog "Desejo, Morte e Carambolas" - http://zedupoca.blogspot.com/ - estranhando o sumiço do seu autor. Ele, meu irmão, faleceu em Campinas no dia 08/12/09

Um abraço

Jéll C. disse...

Lindo e intenso ;)
;**

Ane disse...

Perfeito!
Bjo pra vc!

Martinha disse...

Inspirador à vivência do amor. :)
Beijinho *

ONG ALERTA disse...

Tocar sentir é maravilhoso, que todos saibam aproveitar esta sentimento mágico, paz.

Cadinho RoCo disse...

Na certeza da carne a sensibilidade de quem sente.
Cadinho RoCo

EDUARDO POISL disse...

Que a minha solidão me sirva de companhia,
que eu tenha coragem de me enfrentar,
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir, como se
estivesse plena de tudo".

Clarice Lispector


Desejo um lindo domingo para você.
Abraços com todo meu carinho

Branca disse...

Palavras intensas. Imagem Perfeita!

Bom domingo Inês e uma semana de muita paz!
Bjo.

A.S. disse...

Inês...

Vim reler-te, rever-te... e deixar um beijo!

AL

Dil Santos disse...

Oi Inês, como está?
AH menina, concordo com seu comentário, essa é uma ótima solução para isso, rsrs.

Bjo querida
:)

me, myself and I disse...

Olá!
Passei hoje aqui pela primeira vez e gostei muito.
Bela a poesia de Vergilio Ferreira.
bj
boa semana

Secreta disse...

Fica tudo completo com esse... "Para Sempre"...

entremares disse...

O toque, a magia do toque.
O que seria de nós sem esse feitiço, sem esse encantamento?
Muito pouco.

Com o toque sonhamos um pouco mais.

Tudo de bom para ti,
Rolando

- Čαн ' ૐ disse...

tudo se torna um pouco mas real, quando se tem uma segunda pessoa!