10 de junho de 2008

Da fruta ao caroço




















Queres dar-me o caroço?
Obrigada! Não me apraz
Da fruta, é a carne que satisfaz
E dela, tu sabes, gosto por demais.

Do caroço e seu valor
só quando da fruta
vem o sabor.



Imagem: Lew Robertson/Corbis.



11 comentários:

Filipe Oliveira disse...

Olá
Os acasos que a teia tece. assim nos vamos cruzando e encontrando.

Com o caroço podemos replicar o sabor e a antecipação também dá prazer.
;-)

bj
voltarei

Múcio L Góes disse...

de caroço ando cheio até o pescoço!

vlw a visita, e fique à vontade pra postar! :)

mto boa tua casa!

[]´s

maria josé quintela disse...

de uma lucidez desarmante.


um beijo.

pin gente disse...

e se falarmos no jogo de troca?
queres dar-me o teu caroço?

ivone disse...

e da flor?
da flor que deu fruto senhora?




ps: excelente foto!
excelente banda sonora essa versão do eu sei que vou_te amar

beijo

Victor Oliveira Mateus disse...

Obrigado pela visita. Pelo comentário também.
Parabéns pelo blog
com bela selecção de textos e fotos.
Fiz um link...
bj.

Márcia(clarinha) disse...

Mas do caroço saiu o fruto que nos fez deliciar, vale a pena guardar...
dias lindos flor
beijos

Papoila disse...

Obrigada pela visita... Também gostei muito deste teu espaço. E, já agora, o caroço tem muita importância quando origina o renascimento ....

Beijos
BF

Sabrina disse...

Olá!
Muito obrigada pela visita no Suspiro.
Lindo blog, lindas citações, lindas imagens...estou linkando no Suspiro, ok?
um beijo e até breve

Anônimo disse...

Saywa: Quando a fruta é gostosa demais, fica no caroço a memória do gôsto no paladar. Por certo esquecemos de que do caroço que uma vez fruta, só fica mesmo aquela vontade de voltar à chupar da mesma fruta".

Dois Rios disse...

Filipe
A teia, as vezes, tece ótimos acasos.
Obrigada pela visita. Volte mesmo!
------
Múcio,
Há caroços intragáveis mas, em contrapartida, há demasiadas frutas no pomar dessa vida.
Bjs.
------
Maria José,
A decepção desarma qualquer lucidez.
Um beijo, e obrigada pela visita.
------
Luisa,
O que eu gostaria mesmo era de dar o caroço em troca de qualquer coisa que não fosse outro caroço. rsrs...
Beijão.
------
Ivone,
Da flor o fruto, e do fruto a oferta de um caroço.
Beijos,
------
Victor,
Obrigada pela troca.
Estamos devidamente linkados.
Volte sempre!
Um beijo,
------
Márcia,
Concordo com vc. O caroço lembra fim mas não apaga o sabor do fruto. "O que a memória amou fica eterno."
Carinhos de flor,
------
Papoila,
Nos visitaremos mutuamente.
Grata pelo carinho.
------
Sabrina,
Obrigada pela visita.
Vou linkar o Suspiro aqui tb.
Beijos,
------
Saywa,
É a vontade de chupar da mesma fruta que não dá à memória o olvido.
Obrigada pela visita.
Beijos de fruta doce.