21 de junho de 2008

Confissão


Pus o meu sonho num navio e o navio em cima do mar;
  - depois, abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar.

Cecília Meireles
Canção


Pintura de Edward Hopper

6 comentários:

Célia de Lima disse...

Quem senão ela? Cecília é perfeita! Mas que não digamos isso a ela ;-) Boas férias pra você! Curta bastante! Beijos.

Márcia(clarinha) disse...

Que fotografia poética, em imagem e letras, comunhão perfeita!

lindos dias, flor
beijos

pin gente disse...

aposto que não mais parou!

um abraço

Ana disse...

Um belíssimo poema de Cecília Meireles... mas que os teus sonhos não naufraguem nunca.
Boa viagem e aproveita bem.
Um beijo.

NAELA disse...

Linda bela escolha! Que os sonhos navegam a sabor (a)mar!
Beijo infinito

Victor Oliveira Mateus disse...

Há um CD onde a Amália canta grandes poetas, aí ela interpreta
magistralmente este poema da grande
Cecília Meireles. Uff, fica-se sem
fôlego!
Bjs.