5 de agosto de 2008

Melhor assim
















Sei que me fazes mal,
mas prefiro tal
à tua ausência.
Nesta loucura imensa
à lucidez me rendo:
na vida, eu aprendi, dose a dose,
que, neurose, é tudo o que não se aceita,
querendo.

Leila Míccolis

Imagem: Rozuco

 

36 comentários:

Dois Rios disse...

Queridos amigos,

Ando sem tempo para retribuir, como de costume, o carinho das visitas e dos comentários.

Mais um tantinho assim, e tudo se normalizará.

Beijos a todos e o meu muito obrigada pelos afagos recebidos.

Inês

Ana Diniz disse...

Desejo é neurose? Às vezes sim, muitas outras, não. Mas o querer presente nestes lindos versos é paixão brigando com razão. É coração mandando, dizendo: "Não! Agora é minha vez!"

Mas que amor. Eu amo assim às vezes... Então sou neurótica? Todos nós somos. Porque não podemos represar todo o amor... Nossa represa é fraca - é água demais pra prender, é água demais pra soltar...


BEIJINHOS...

Sammyra Santana disse...

esse poema foi escrito pensando em mim, só pode!
hahahahahahahhahahaha
vai parecer com o que eu tô vivendo assim, lá na china! rsrs

Shakti disse...

Às vezes o desejo torna-se necessidade...

bjs

Victor Oliveira Mateus disse...

Inês,

vou ter de investigar esta autora. Não conheço! O poema é lindíssimo e... a fala (ou defini-
ção?) da neurose consegue ser simultaneamente rigorosa e poética.
Muito bom, mesmo!
Bjs.

NAELA disse...

Prefiro o teu caminho que uma estrada sem fim...prefiro seguir os teus passos que estar ausente de ti!
Belo poema;)
Beijo linda

mdsol disse...

Bom diaaaaaaa!
Quase acordar com um poema que me fez pensar é dose... A fotografia também desafia com o seu ar rendido mas perturbantemente "a pensar no assunto". Ou seja um belo post que agradeço.

Beijinho do lado de cá das águas que nos unem (esta frase saiu-me a primeira vez e agora repito-a...é que eu gosto bastante do Brasil).
:)

Cadinho RoCo disse...

Assim é que não faz mal. Enfrente esse mal com o bem, tal como recita, e verá perceberá que assim estará sua força sendo ainda mais forte. E depois de sucumbido o mal, eis que o bem fará aparecerá pleno em sua ânsia de amar.
Cadinho RoCo

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Imagens e textos casam perfeitamente.
Seu blog é uma delícia ao olhar!

beijos

Carla disse...

e quando o mal que pensamos que nos fazem é afinal...um bem que necessitamos!
beijos

Thefy disse...

Se joga e curte ao máximo esse momento flor, a vida é curta demais para deixarmos de realizar o que tanto desejamos...
Bjokas

Santhiago Ramirez disse...

Inês, linda, os textos que você escolhe para pôr aqui são tão maravilhosos, e a combinação de palavras e imagens é tão perfeitas, que vir para cá é, para mim, como repousar deitado sobre as nuvens, olhando para o azul do céu.
Beijos carinhosos do Thiago

Thiago Ya'agob disse...

Boa tarde, Inês.

"Sei que me fazes mal mas prefiro tal á tua ausência".

Isso sim é profundidade em emoções.
Vasto. Uma frase que traduz um desespero profundo. Talvez um "espero" sem "des" - Uma esperança arraigada na presença.

Eu tentei viver com a ausência. Não consegui. Reaproximei da sua presença, e isso mescla um contentamento descontente. Faz-me mal a cada levantar de flauta, não um mal em essência, mas vê-la, ouvi-la, sem estar nela é como escrever sem ser lido, não por olhos de leitores, mas por mim mesmo. Mas prefiro a presença, mesmo distante, do que a ausência.

Lindo esse poema. Estou extasiado em emoções ao refletir nesse texto de tamanha profundeza.

Um abraço fraternal, Inês.

Ana disse...

Ainda pior que a ausência só a indiferença.
Um beijo.

Camila Colossi disse...

qee belezuraa de poemaa :)

http://imensidadx3.blogspot.com

Marinha de Allegue disse...

Sempre é mellor estar soa que mal acompanhada...

Unha aperta grande.
:)

Fernando Rodrigues disse...

Que delicia parabéns

bjus

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Caiu como uma luva pra mim.

Obrigada pelas visitas.

Boa noite.


beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Caiu como uma luva pra mim.

Obrigada pelas visitas.

Boa noite.


beijooo.

Carlos disse...

Olá,

Neurose é a ultima coisa, ela é feroz...mas também sofrer?? não sei , mas quem saberá?

:)

Cadinho RoCo disse...

Com ou sem neurose voltei não para fazer mal, mas para fazer bem o que faz bem.
Cadinho RoCo

Nanda Assis. disse...

divino!!! onde vc encontra estas palavras lindas e comoventes.
bjosss...

sonhos disse...

Lindo, me identifiquei mt.

Bjs

Sonhos e Devaneios disse...

Minha linda eu tenho que concordar com a ANA, pior que a ausencia e a indiferença, esta sim mata todos sentimentos....
beijos joao

Marta disse...

Poema simples mas muito bonito mesmo :)

Olivier Franconetti Benamor disse...

O wild west wind,thou breath of Autunn's being...para ti...

e la nave va (elanavev)

Vanna disse...

Nossa, q verdade q é preciso se pensar!
Bjs, lindo fim d semana.

Ana Diniz disse...

Querida Inês.

Vc tocou o ponto nevrálgico do que tentei dizer lá no blog, com a prosa:

"(des)ser".

É isso mesmo, amiga. Estava precisando de me desagregar e sentir meus sentimentos em fragmentos desmanchados e sangrentos... Olhar para eles, analisar a dor. Sair de mim...

Certas coisas ficam mais nítidas no escuro. Não adianta mirar com um holofote sobre o profundo... O fundo do ser é como um buraco negro: absorve todo "o material", todo "o atonal", e toda a energia de luz. Temos então de mergulhar na escuridão, isenta de razão e repleta de nós... Temos de ser absorvidos por nós mesmos, sorvidos por nossos heterônimos, fantasias, sonhos... Sorvidos pelo próprio ser.



Gostaria de agradecer a sua visita. Agradeço aqui e lá.

Não sei porque, vc me traz uma vontade de pensar, sentir e saber mais sobre a alma. Forte espiritualidade, a sua!


BEIJOS DA ANA

Márcia(clarinha) disse...

Também eu já preferi o mal à ausência, hoje preciso me livrar do vício, ou sucumbo.

dias lindos minha flor, estou de volta depois de um susto.

beijos

Aliny disse...

Oie amiguinha Inês..nao sabia q seu nome eh Inês
mas como vih nos comentarios t chamando de Inês
entrei na deles se nao for me desculpa..Lindo poema
como td q vc posta aki
eh sempre encantador..
amiguinha um finzinho
de 5ª feira com mt paz
e uma semaninha xuper abençoada..fike com Deus..
Bjinhux no seu coração...
www.menina_virtude.blogger.com.br

Marta disse...

Já cá vim :)
Obrigada pelo comentário, e sim depende de pessoa para pessoa, como outro blogueiro disse, "cada cabeça sua sentença", mas há factos que qualquer pessoa, seja casada ou não consegue ver.

Obrigada, e passe sempre .)

Zé Carlos disse...

Olá Dois Rios, obrigadão pela visita e por me permitir conhecer um Blog tão lindo e bem elaborado como o seu.
Te espero mais vezes....
Bjs do Zé Carlos

Marcelo Martins disse...

Você acredita mesmo que isso é fazer mal?

Andreia Lopes disse...

Em ultimo recurso... a solidão!
~ Beijinho ~

Su disse...

fiquei aqui..........assim........

jocas maradas

UIFPW08 disse...

Porque ainda seis inesquecível para mim
embora o dia mais difícil ir sem você
todas as coisas que terão em uma po 'di te
porque eu sei que você vai em qualquer lugar a qualquer momento resterai
inesquecível
Mas a solidão é apenas a nossa liberdade
insuportável medo da felicidade
todos os amores que vai viver dentro de uma po 'di te
porque eu sei que você vai em qualquer lugar a qualquer momento resterai
inesquecível
inesquecíveis inesquecível ...
Mas se o seu destino está a viver nell'infelicità
perto e de longe para além eternidade
todos os amores que vai viver dentro de uma po 'di te
porque eu sei que você vai em qualquer lugar a qualquer momento resterai
inesquecível
inesquecível ... inesquecível ...
todos os amores que vai viver dentro de uma po 'di te
Eu sei porque, sempre que
ir a qualquer momento resterai
inesquecível Ines...beijos meus
Maurizio