9 de agosto de 2008

Transbordamento




David Jay Zimmerman/Corbis


"...você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente..."


Caio Fernando Abreu
Para Uma Avenca Partindo / O Ovo Apunhalado
Imagem: David Jay Zimmerman/Corbis 


24 comentários:

' Ciih ϟ disse...

Gostaria que um dia desses você mesma escrevesse um texto :)

Dois Rios disse...

' Ciih ϟ

Não tenho o dom da escrita. Deixo isso para os meus amigos poetas e escritores que sempre me agraciam com belas poesias e lindos textos.

Procuro suprir a impessoalidade dos posts dando um pouco de mim nos comentários que faço nos blogs dos amigos que me prestigiam (inclua-se entre eles).

Beijo grande,

Inês

O Autor, disse...

Copiei este texto a incluí na carta qyue vou entregar a Tamíres. Amanhã é o aniversário dela. ^^

mdsol disse...

Posso meter-me na conversa? E, já me metendo..
Pois bem: uma das vantagens deste meio de comunicação é, no meu entender, a pluralidade que permite. Cada um se expressa do seu jeito. Quando se escolhe um texto também nos mostramos. E eu gosto bastante do que a Inês escolhe. E do modo elegante como o apresenta. E, ainda, do modo afectuoso com que visita o branco no branco!
Beijinhos do lado de cá...
:)

D. disse...

Caio. Aqui.

D.

Momentos disse...

Minha amiga..
Que poema lindo...
Entrou...fulminante...
Em meu frágil coração.
Confesso...sincera...
Vou levá-lo...se me permitir.
Estou encantada com seus poemas.

Beijinhos...linda!

instantes e momentos disse...

Oi, vindo te ler. Aproveito para te desejar um belissimo final de semana
Maurizio

Márcia(clarinha) disse...

Angustia...
Caio é angustiosamente belo.

Obrigada pelo carinho flor, estou melhor e o ar já mora no meu peito.

lindos dias,
beijos

acutilante - frank verlag disse...

Poucos como ele escreveram sobre a solidão!
Uma escolha excelente!

Ana disse...

Crescer assim dentro de alguém.

Belo texto. Uma escolha que fala por ti.
Um beijo.

Nadezhda disse...

Sobre Caio não tenho nada a dizer, porque ele sempre disse tudo ;)

«« ڱemöґïvö »» disse...

Vc já está linkada!! ^^
Virei aqui freqüentemente. Só aviso que nem sempre falço comentários "bons" rsrsrs
Beijo

Ray

Cor de Rosa e Carvão disse...

Eu sempre tive a oportunidade de ler Caio Fernando e nunca o li. Sempre achei que n estava preparada para tanta simplicidade em revelações de sentimentos tão intensos e avassaladores. Por que o Caio era assim, avassalador. Isso era a impressão que sempre tive dele, de seus amores e de sua vida, retratada a mim por amigos fãs de seus livros. Com este fragmento percebo que estava certa. Não era o momento. Agora sou capaz de entendê-lo...
P.S.: 1. tem uma obra sua que sempre me intrigou. algo parecido com Morangos Mofados... 2. Inês... belíssimo nome. adorei saber.
bjo e bom início de semana.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Sem portas
Sem janelas
LIBERDADE

Ótimo domingo dos Pais!

Martinha disse...

Por vezes as pessoas deixam-nos surpreendidas, vêmo-las de uma maneira numa determinada altura, de outra maneira noutra. E as nossas expectativas saem furadas. O que importa é que não nos deixemos iludir e entristecer por essas ideias.
Beijinhos Inês *

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, bom Domingo,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

pin gente disse...

que texto bonito
que palavras de termura
o amor é grande também quando e se é livre

beijo
luísa

della-porther disse...

muito bom.

beijos

della

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!


Belíssimo poema.


beijooo.

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Eu transbordo pela Ana Carolina!

Santhiago Ramirez disse...

Sua sensibilidade me toca fundo a alma. Esse poder de reunir textos e imagens que se coadunam com perfeição é incrível.
Beijinhos para lá de carinhosos do Thiago, seu fã

Clecia disse...

Nossa! Acho essa citação linda demais! Já fiz um post com esse fragmento do C.F.A. LIndo! Bjos e uma ótima semana!

ivone disse...

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

Ricardo Reis

O Autor, disse...

Ela vai embora.