5 de julho de 2008

Para sempre, nunca mais


 














Contigo, perdi tudo o que fui
para não ser mais nada.
Deixei-me ficar nos sonhos que tivemos.
Abandonei-me.
Nunca mais entederemos a lua
como quando acreditávamos que
aquela luz que atravessava a
noite nos aquecia.
Nunca mais.
Nunca mais poderemos sonhar.
Nunca mais.


 
José Luís Peixoto 

Antídoto


Imagem: Alba

10 comentários:

Ana disse...

Nunca mais poder sonhar. Uma tristeza tão funda nas belas palavras de José Luís Peixoto.

della-porther disse...

amo as palavras...quando juntas o efeito é sempre sensacional...se pensarmos em tudo que nossa imaginação quer contar.
o que nos trz aqui hoje é um espetáculo de poema.

beijos

della

Diva disse...

Pode ser... mas nunca mais e muito tempo. Provavelmente amanha o sonho voltara. triste daquele que nao acredita no sonho.
Bjs meus

meu cantinho disse...

Os sonhos vão , mas ficam sempre os melhores momentos as melhores recordaçãoes
Gostei :)

Célia de Lima disse...

A força nessas palavras não deixa nem margem pra que a gente questione a dor impressa. E são de uma beleza que até corta também.

Sobre seu comentário, o estrago que já fizemos em tudo por aqui, na Terra, é tão imenso que eu já nem sei se o que resta de beleza ainda pode agir em nós...
Mas... seguimos!

Beijos. Boa semana!

Célia de Lima
http://blog.sitedepoesias.com.br/

Pipinha disse...

Olá! Obrigada pela tua visita e miminho deixado no meu cantinho. Vim retribuir a visita e desejar-te uma semaninha com muito carinho, paz e alegria. Beijinhos

Anônimo disse...

Sawya:Nunca mais poder presenciar luares...sob gestos de cumplicidade numa conversa gostosa, na troca de sorrisos e gestos de ternura...nunca mais compartilhar luares e carinhos...Dói muito.Doerá sempre...

Xinha disse...

Nunca... digas nunca! è uma palavra demasiadamente forte...
e o sonho comanda a vida!!
Sonha... vive... segur em frente .. só depende de ti !


Xi-coração

Dois Rios disse...

Ana,
Há amores que já nascem com presságios de nunca mais.
Beijo,
---
Della-porther,
Feliz dos que sabem fazer das palavras, versos de encantar.
Beijos meus,
---
Diva,
O nunca mais sempre se renova.
Meu beijo,
---
Meu cantinho,
Os sonhos vão e vêm. Sonhar é o que nos move.
Beijo,
---
Célia,
Realmente há dores que dilaceram, ainda mais quando vêm entremeadas de um nunca mais.
Beijos,
---
Pipinha,
Volte sempre!
Beijo,
---
Saywa,
O "nunca mais" é ditador. Não permite argumentações.
Meu sempre beijo,
---
Xinha,
Não se espante com os versos. Há muito já troquei o nunca mais por um para sempre.
Obrigada pela sua visita.
Beijo,

Santhiago Ramirez disse...

Como isto é lindo... e você ainda faz arte ao combinar imagens com palavras tão bem escolhidas.
Beijos, muitos, minha querida