16 de julho de 2008

A casa da ausência



 












Em nome da tua ausência
Construí com loucura uma grande casa branca
E ao longo das paredes te chorei.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Em nome/Dual I



23 comentários:

Só Eu disse...

Excelente escolha da Sofia. Muito bonito e dum bom gosto espectacular.
Parabens
Beijinhos

Xinha disse...

" A ausência e o tempo são nada quando se ama."
(Louis Charles Alfred de Musset)

Lindooo post ...

Xi-coração

Maldito disse...

"E ao longo da parede chorei"

Tipo um muro das lamentações? rsr
Bjs

Nido. disse...

Seria a ausência motivação da loucura?

Isso explica...

O Profeta disse...

...Lágrimas de água pura....


Doce beijo

Shakti disse...

Aqui está uma autora que eu adoro ler ...Sophia de Mello Breyner Andresen...que calma nas duas palavras...que sublime os seus textos...

bjs

Camila disse...

Lindas palavras!
Perfeita!
Beijo
=)

Nanda Assis. disse...

eu amo esse blog, pq aqui é muito sentimento em poucas palavras.
bjosss...

Nina disse...

... e então, das lágrimas se fizeram rio, e do rio veio a nova vida em movimento.

beijos!!!

Pipinha disse...

Obrigada pelas tuas visitas e miminhos que me deixas, sabem sempre bem!
Entre os teus dois rios, deixo um montão de beijinhos carinhosos e abracinhos meiguinhos.

Aliny disse...

Oie ...vim agradecer pela visita obg :) sinceramente eu nao conhecia a escritora Sophia..mas ela escreve uma frase e vale por um texto bem grande ..adoro vir aki no seu cantinho..eh mt acolhedor e transmite uma paz imensa..a musica eh linda d+..a minha mae sempre vem aki soh q nao deixa coment ..mas fala nuxaaaaaa q maravilha.. uma semaninha iluminada ...Bjinhux

Aliny disse...

Oie amiguinha tem q deixar endereço?? por favor me avise..mas vou deixar pq no coment nao foi meu endereço..
www.menina_virtude.blogger.com.br

Boa Noite Cinderela disse...

Seria um hospicio que cada um em si, tem o desvaneio de construir em seu mundo, um quarto de loucuras num momento de lamúrias...
Beijo.

Del disse...

Há muito tempo atrás eu construí uma enorme casa branca onde choro até hoje um nome.
Beijo,

Paradoxos disse...

grande homenagem!!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Maravolhoso!

Vanna disse...

Ah, sinto-me tão bem por estar vivendo um momento tão leve. Sem ausências, sem angústias, é bom quando é somente bom e prazerozo.
Bjs, q vc possa experimentar isso logo.
Bom fim d semana.

Vanna disse...

Ausência dói. Q bom q em mim esta dor já passou.
Bjs, bom fim d semana.

Sonhos e Devaneios disse...

Nossa como voce foi direta...acertou bem em cheio o que estou a sentir agora...
beijos joao

Ana Baldner disse...

Bonita frase... estou construindo uma casa branca com a ausencia de alguem... só que já desistir de chorar...

bjs

JOICE WORM disse...

Saudade, solidão, desejos... Este sentimento está sempre grudado nas paredes e tectos brancos. Nestas horas, é a única visão que temos à frente. Com certeza a reflexão foi feita a olhar para elas...

Sonia M. disse...

Não pude deixar de cair uma lágrima ao ler-te..

Santhiago Ramirez disse...

Lindo. Emocionante...
Beijos, muitos, do Thiago