4 de julho de 2008

Na palma da tua mão

 












E na palma da tua mão
busco ternura
sem contar meses,
anos, dias,
sem saber dizer
se já te chorei
por inteiro
o suficiente
para não voltar
a perder-te.
 
Um Mover de Mão

Imagem: Tomek Sikora/zefa/Corbis

5 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Me deu saudade... :(

lindo dia,flor
beijos

Leonor Cordeiro disse...

Obrigada por ter me presenteado com as palavras de Drummond:

"Sob a pele das palavras há cifras e códigos.
O sol consola os doentes e não os renova.
As coisas. Que tristes são as coisas, consideradas sem ênfase.
Uma flor nasceu na rua!"

Ótimo final de semana!
Grande abraço!

Beautiful Stranger disse...

lindo dia, lindas palavras; redescobrindo o sentido...

;)
http://strangerbeautiful.blogspot.com/

Diva disse...

E a ternura se faz poesia...
Bjs meus

della-porther disse...

existe um choro que eu não consigo terminar de chorar....

della